Tudo o que sabemos sobre Cyberpunk 2077

Como já sabemos Cyberpunk 2077 é um projeto bastante ambicioso da CD Projekt RED e entrou em desenvolvimento desde que os mesmos lançaram a última DLC para o seu jogo anterior, The Witcher 3: Wild Hunt, em 2015. No entanto sabemos que os primeiros conceitos já estariam a ser trabalhados em 2013 quando o primeiro teaser trailer foi lançado.

O jogo está agora a menos de um mês de chegar às prateleiras de lojas por todo o mundo e a empresa polaca continua a revelar vários elementos e possibilidades que irão estar disponíveis para todos os jogadores quando o jogo for finalmente disponibilizado.

Um dos elementos mais importantes será a história. Esta será “escrita” de acordo com o jogador. Trata-se assim de uma branching story, que será construída com base nas ações e escolhas do jogador, algo que já vimos de forma idêntica noutros jogos tais como Fallout New Vegas, a franquia Metro ou mesmo em jogos da Telltale, porém este sistema poderá ser mais idêntico ao da Telltale visto que as modificações no enredo serão mais proeminentes do que nos outros dois jogos descritos. No entanto a própria CD Projekt já avisou que por vezes as ações e planos dos jogadores poderão nem sempre correr como estes desejam, como também já foi mostrado em trailers de gameplay. Para contrariar isto o jogo também irá oferecer mais do que uma maneira de completar missões e tarefas, desde modos agressivos até ao modo mais subtil.

A história também será “ligeiramente mais curta” do que a de The Witcher 3, visto que vários fãs da empresa polaca apresentaram o seu descontentamento com o tamanho do enredo do jogo de fantasia.

Um outro elemento que irá influenciar bastante a história será o sistema de Lifepaths que por si próprio já irá afetar missões e personagens com quem o jogador interage. Ao criar o seu personagem o jogador irá escolher um de três Lifepaths disponíveis, que ditam o passado do personagem. Street Kid (Miúdo de Rua) é o Lifepath mais representado no conteúdo promocional do jogo, e trata-se de um passado com o palco em Night City (a cidade do jogo) entre gangues de rua, uma vida à beira da lei e onde o estilo superficial é tudo. Corpo ou Corporate (Corporativo) trata-se de um passado entre as grandes empresas, o luxo, a substância mas também a corrupção e poder que estas possuem no mundo do jogo. Finalmente temos Nomad (Nómada) que representa um passado fora das grandes cidades e onde a familia, amigos e liberdade estão acima de tudo o resto.

Um outro sistema de grande importância serão as habilidades, como é típico de vermos nos jogos estilo RPG. O sistema de Cyberpunk não irá incluir classes que são encontradas em jogos do mesmo género, o personagem irá ser melhorado através de um sistema fluído de habilidades escolhidas pelo jogador, de forma a oferecer-lhe o estilo de jogo que mais lhe convém, mas estas melhorias também serão feitas através de uma variedade de cibernéticos que poderão ser comprados desde que o personagem possua o dinheiro.

Night City é a cidade que servirá de placo ao desenrolar da história e é composta por 6 distritos que são bastante distintos uns dos outros e que albergam os vários gangues da cidade. O distritos poderão ser compostos por bares, arranha-céus, escritórios, condomínios, zonas indústriais e até hotéis e resorts cujo o financiamento foi cortado acabando assim por ser habitados por gangues criminosos ou cidadãos sem-abrigo. Para além da cidade existem as Badlands (Terras Baldias) que a contornam e também oferecem oportunidades de aventura e fortuna ao jogador.

No universo do jogo o estilo também será tudo e a CD Projekt RED irá oferecer uma grande variedade na personalização de personagem onde o jogador poderá personalizar quase tudo no seu personagem.

Em termos de roupas existem 4 estilos que compõem a moda de Night City: Kitsch que representa estilo acima de tudo e é composto por roupas que saltam à vista, tatuagens iluminadas e visuais cromados. Entropism que representa utilidade acima de tudo e que descarta a necessidade de possuir estilo, sendo composto por roupas muito mais casuais ou até estragadas. Neomilitarism representa a elegância sem ostentação e poderá até ter traços de equipamento paramilitar se necessário, vestido pelos que integram as grandes multimilionárias do jogo. Existe ainda Neokitsch que combina os estilos Neomilitarism e Kitsch conferindo assim um visual extravagante e que pronuncia riqueza, é utilizado pelas celebridades de Night City.

O jogo também irá oferecer uma grande quantidade de material bélico. Desde armas de fogo convencionais, armas de alta tecnologia, armas inteligentes (cujos projéteis irão sempre acertar no alvo designado), armas brancas altamente modificadas e ainda vários cibernéticos (como as já muito conhecidas Mantis Blades montadas nos braços). A modificação de todo este material também estará presente, dando grandes opções de armamento ao jogador.

Por fim a CD Projekt RED também irá oferecer uma grande variedade de veículos que também poderão ser personalizados ao gosto do jogador. Desde pequenos compactos a especializados em todo-o-terreno e ainda a supercarros de alta cilindrada. No entanto nem todos os veículos serão criados pela empresa polaca, visto que também irá estar presente o Porsche 911 Turbo, que durante o jogo já terá 100 anos, e ainda as motas Arch, empresa fundada por Keanu Reeves (que também entrará no jogo como o icónico Johnny Silverhand). É de mencionar que os veículos no jogo também terão versões danificadas ou com falta de peças que não terão a potência e performance das versões completas.

Cyberpunk 2077 chegará a 19 de Novembro, e já tem possíveis DLCs programadas para um futuro próximo.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here