TSMC e Sony querem ajudar a pôr fim à escassez de chips

A escassez global de chips pode em breve criar alguns aliados inesperados no Japão. Como relata a Reuters , citada pela publicação Nikkei a Sony e a TSMC estão a ponderar a criação conjunta de uma fábrica de semicondutores na província de Kumamoto, no oeste do Japão. A TSMC teria o controlo maioritário mas estaria num local próximo da fábrica de sensores de imagem da Sony. Está previsto que o governo japonês cobrirá até metade do investimento, e o total rondará cerca de US $ 7 bilhões.

Estima-se que, se tudo correr como previsto, a fábrica estaria pronta daqui a dois anos, contudo as duas marcas recusam-se a pronunciarem-se sobre este assunto e sobre esta previsão. Contudo esta notícia vem no sentido dos esforços que têm de ser feitos para tentar contornar a crise de microprocessadores, que atualmente, já está a afetar diversas áreas, nomeadamente no sector das tecnologias.

A própria Sony está a ser afetada pois diversos produtos da marca utilizam chips. Entretanto, a Sony Interactive Entertainment afirmou recentemente que adquiriu chips suficientes para o PS5 atingir sua meta de vendas para o ano fiscal atual.

blank

A TSMC, a maior fabricante contratada de chips do mundo e principal fornecedora da Apple Inc (AAPL.O) , referiu em julho que estava a analisar um plano para iniciar a produção no Japão.

A grande maioria analistas estimam que a escassez mundial de chips dure até 2023, e a possibilidade desta parceria entre a Sony e a TSMC pode ser importante para resolver este problema.

Tendo em conta a conjuntura actual, importantes empresas como a Nokia, a IBM e a TSMC já declararam que o clima de grande tensão entre os Estados Unidos e a China tem vindo a contribuir para a escassez de chips. Pela sua situação conjuntural, o Japão está em melhor posição para conseguir ultrapassar esta dificuldade vivida e começar a aumentar a produção interna de chips.

Fonte: Reuters

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here