Tribunal de Moscovo multa Twitter em 38.852 de euros

Um tribunal russo multou a rede social Twitter em 3 milhões de rublos (41 mil dólares) por não remover conteúdo proibido da sua plataforma, como uma suástica para equiparar russos com fascistas. A notícia foi avançada pela agência de notícias Interfax nesta quinta-feira.

A multa foi aplicada depois de o Tribunal russo ter considerado o Twitter culpado por violação do Código Administrativo, alegando inclusive que, da plataforma faziam parte, publicações com instruções sobre como fazer coquetéis molotov, disse a Interfax, citando o tribunal.

Oleg Volodin, porta-voz do Twitter, defende que o caso deverá ser anulado, e alega que Roskomnadzor bloqueou a rede social na Rússia, para que os seus conteúdos não pudessem ser consumidos pela população da Rússia logo no início da guerra.

Entretanto, a Interfax já tinha informado que a Rússia multou a gigante Google no mesmo valor por se recusar a remover conteúdo proibido no YouTube. Mas as multas não ficaram por aqui. A Meta foi obrigada pelo tribunal russo a pagar uma multa equivalente a cerca de 53.500 dólares e o TikTok a uma coima que equivale a 26.755 dólares.

O governo russo considera que, a maioria das redes sociais, promove “atividades extremistas”, noticiam as agências russas. Em Março também o Instagram foi interditado na Rússia e, na altura, a Meta, detentora do Instagram, Facebook e Meta, declarou que aceitaram o “pedido da Procuradoria para interditar as atividades da empresa Meta”.

Também nesta altura, a agência Interfax escreveu que “as atividades da Meta são dirigidas contra a Rússia e as suas forças armadas. Exigimos a sua interdição e a obrigação de aplicar esta medida imediatamente”.

O Comité Russo de Investigação considera que a Meta promovia atividades extremistas que deverão ser evitadas. “Estas ações da direção da Meta não só formam uma ideia de que a atividade terrorista é permissível, como têm o objetivo de incitar o ódio e a inimizade direcionado aos cidadãos da Federação Russa”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui