Tinder ganha sistema de verificação de identidade

À semelhança do que tem vindo a acontecer com outras redes sociais, o Tinder revelou que a segurança dos seus utilizadores é cada vez uma preocupação maior, e neste sentido, foi introduzida a funcionalidade de verificar a identidade na aplicação.

No Japão, a funcionalidade está disponível desde 2019 e, geralmente, os utilizadores podem utilizar o passaporte, ou o equivalente aqui ao cartão de cidadão para a verificação. O sistema de verificação de identidade vai chegar progressivamente aos diferentes países. Numa primeira fase, este sistema será facultativo, sendo que, com o passará a ser obrigatório por lei.

A empresa disse que levará em consideração as recomendações de especialistas e a opinião os membros do Tinder, no que respeita aos documentos que serão necessários em cada país para verificação. A rede social já anunciou que o processo, por agora ainda não é muito intuitivo e tem várias fases, por isso os responsáveis referem que ainda precisam de tempo.

blank

O Tinder anunciou ainda que este processo será completamente gratuito. O utilizador cujo perfil tenha sido verificado irá ter uma espécie de distintivo, à semelhança do que acontece, atualmente, com o Twitter, refere o Tinder numa publicação no seu blog oficial.

Rory Kozoll, responsável de produtos do Tinder, disse que a empresa está a adotar uma abordagem de “teste” antes de fazer o lançamento oficial da funcionalidade. “Sabemos que uma das coisas mais valiosas que o Tinder pode fazer para que os membros se sintam seguros é dar-lhes mais confiança e um maior controlo sobre quem eles interagem”.

No passado mês de Março, o Tinder fez uma parceria com a Garbo, um agregador de informações sobre pessoas, contudo, desde então, ainda não foram revelados muitos pormenores sobre as parceria nem sobre os planos futuros. Com o Garfo, os utilizadores do Tinder têm informação sobre o histórico e informação de abusos e violência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here