TikTok nega uso da aplicação para localizar cidadãos americanos

A ByteDance, a empresa chinesa detentora da popular rede social TikTok, teria planos para usar a aplicação de vídeos curtos para monitorizar a localização de cidadãos norte-americanos.

A informação foi avançada pela revista Forbes, mas a empresa responde com um sonoro “falta de rigor e integridade jornalística”, para negar tal situação. A investigação da Forbes dá conta de que a equipa estaria principalmente focada em investigações a potenciais falhas de conduta de funcionários da ByteDance e outros dois cidadãos norte-americanos sem ligação à empresa.

Uma porta-voz da empresa, Maureen Shanahan, partilhou com a Forbes que o TikTok recolhe informação sobre localização aproximada, a partir dos IP (protocolo de internet) para “ajudar a mostrar conteúdo e anúncios relevantes aos utilizadores, estar em conformidade com as leis aplicáveis e detetar e prevenir fraude e comportamento inautêntico, mas há outros aspetos que também são analisados”.

Já a Forbes indica que estariam nestes planos a vigilância de membros do governo dos Estados Unidos, jornalistas, figuras públicas e ativistas. Nem a subsidiária do TikTok nos Estados Unidos nem a ByteDance, a empresa-mãe, responderam a questões sobre estes cidadãos. Também não foram identificados os cidadãos americanos que teriam sido visados nestes dois casos que a Forbes cita para fazer a notícia.

A empresa já respondeu e explica que o TikTok “não pode monitorizar utilizadores dos Estados Unidos da forma como é sugerida no artigo”. Além disso, continuou a empresa no Twitter, “o TikTok nunca foi usado para “atingir” quaisquer membros do governo dos Estados Unidos, ativistas, figuras públicas ou jornalistas e não lhes apresentamos conteúdos diferentes do que a outros utilizadores”.

Em relação à equipa de auditoria interna, a empresa destaca que “segue determinadas políticas e processos para adquirir informação que é precisa para conduzir investigações internas de violações de códigos de conduta da empresa, tal como é uma prática comum” em empresas da indústria tecnológica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui