TikTok: Funcionários Chineses acederam aos dados de utilizadores Americanos

Já durante a presidência de Donald Trump o TikTok havia sido considerado uma potencial ameaça à segurança nacional dos Estados Unidos e esteve mesmo em risco de ser banido. Com a eleição de Joe Biden as tensões acalmaram e a app conseguiu escapar à hostilidade americana, o que lhe deu espaço para continuar a crescer e tornar-se numa das redes sociais mais utilizadas em todo o mundo.

Apesar disso, a app continua a ter dificuldade em manter-se nas boas graças dos Estados Unidos, estando agora novamente no centro de uma nova controvérsia relacionada com a privacidade e segurança de utilizadores Norte-Americanos.

As preocupações com a forma como a app lida com a segurança de dados dos seus utilizadores nunca desapareceu por completo, mas agora volta a intensificar-se  devido a uma nova investigação que defende que funcionários do TikTok na China tiveram acesso aos dados pessoais de utilizadores nos Estados Unidos. Pensa-se que este acesso, por parte de engenheiros chineses, ocorreu entre setembro de 2021 e janeiro de 2022.

TikTok app

Pelo que foi revelado, houve diversas situações em que funcionários da empresa nos Estados Unidos recorreram a engenheiros da empresa na china, de modo a tentar perceber o fluxo de dados entre utilizadores norte-americanos. Isto, não só por falta de conhecimento, como também por falta de permissões de acesso a essa informação.

Durante uma audiência perante o congresso dos Estados Unidos em 2021 a empresa havia assegurado aos legisladores  que a privacidade dos dados dos utilizadores estava bem protegida por uma equipa de segurança responsável por decidir e supervisionar quem pode ou não ter acesso às mesmas.

No entanto, a investigação indica que é possível que a informação passada pelo TikTok aos legisladores e ao público possa não ser fidedigna, o que faz com que a privacidade dos utilizadores da app nos Estados Unidos possa estar agora  comprometida.

Fonte: Buzzfeed

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui