Tesla planeia produzir em massa robôs táxis em 2024

A Tesla planeia começar a produção de táxis robôs autónomos em 2024. Esta novidade foi um dos momentos altos da conferência de apresentação de resultados financeiros deste primeiro trimestre de 2022.

Os novos táxis robôs da empresa não vão ter volante nem pedais e será construído com base na tecnologia de condução autónoma. Elon Musk prevê que estes robôs vai contribuir, ” de forma significativa”, para o crescimento da Tesla. Acho que pode ser um produto muito poderoso onde aspiramos atingir a produção em volume em 2024”, refere o CEO da Tesla.

São apenas dois anos para desenvolver, testar, verificar, produzir em massa e lançar comercialmente um serviço de robô taxi que esteja em conformidade com as normas regulatórias que variam de estado para estado, referiu Musk que, ainda assim, se mostra otimista. O prazo dado pela Tesla são bastante ambiciosos, contudo os resultados financeiros são invejáveis, motivo pelo qual a empresa se mantem otimista. Recorde-se que no primeiro trimestre a Tesla teve uma receita de 18,8 mil milhões de dólares, o que constitui um aumento de 81% quando comparado com o mesmo período do ano passado.

Musk confessou que o preço destes dos seus veículos não são acessíveis para a grande maioria das pessoas, pelo que, com a introdução dos robôs táxis, a Tesla espera contornar esta questão.

A Tesla espera que a utilização destes robôs táxis seja mais económica do que recorrer a transportes públicos.

Entretanto, nos últimos tempos, a Tesla não se tem dedicado exclusivamente ao mercado automóvel e tem feito questão de revelar a sua intenção de entrar em novos mercados e apostar em novas tecnologias, cada vez mais avançadas. Musk já revelou que uma das suas grande prioridades é trabalhar no Optimus, um robô humanoide.

Musk argumentou que o robô humanóide que apresentou de forma virtual pela primeira vez em agosto não é diferente de um carro Tesla: o movimento é alcançado através de uma série de motores operados através de um processador central e imbuído de IA – apenas em vez de quatro. rodas, seu chassi é bípede. O CEO da Tesla pretende que, no futuro, o Optimus venha a substituir o homem em muitas tarefas mais rotineiras do dia-a-dia, sendo que conseguirá realizar diferentes tarefas que lhe forem atribuídas.

Fonte: Tech Crunch

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui