Tesla passa a dar mais importância ao radar no sistema de piloto automático

tesla-autopilot

O sistema de piloto automático dos carros elétricos da Tesla tem estado no centro de variadas controvérsias e alguns acidentes nos quais resultaram vítimas mortais. Ainda assim, o sistema da marca americana representa um grande avanço tecnológico para a indústria do automóvel.

A Tesla continua a apostar no sucesso e desenvolvimento deste sofisticado sistema Autopilot, e para o tornar mais seguro, deverá nos próximos dias libertar uma atualização de software. A nova programação visará dar maior importância ao sistema de radar que até aqui agia apenas como um sensor secundário.

O Tesla Software Update 8.0 chegará aos automóveis no decorrer das próximas semanas, e continuará a fazer uso do complexo sistema de câmara e de sensores, que agora apenas respondem às ordens do radar. A atualização de software trará ainda a chamada ‘lista branca de localizações codificadas’ em que a Tesla incluirá uma enorme base de dados, onde figuram por exemplo sinais de trânsito, para que o automóvel evite falsos positivos na deteção de todo o tipo de elementos durante o trajeto. Esta base de dados permitirá evitar travagens súbitas sem motivo aparente e estar mais alerta perante potenciais situações de colisão.

Elon Musk explicou que este posicionamento do radar na hierarquia de sistemas do automóvel como elemento principal foi um dos principais desafios técnicos com que a equipa de engenharia da Tesla se viu a braços.

Para evitar futuros acidentes e incidentes, o novo software para o Tesla Autopilot traz também uma quantidade mais vasta de alertas para o condutor de forma a chamar-lhe a atenção para a eventual necessidade de assumir a condução do automóvel, reduzindo assim a responsabilidade da marca perante determinadas situações.

Fonte: Tesla

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here