Tesla fica aquém da sua meta de crescimento em 2022

A Tesla entregou pouco mais de 1,3 milhões de veículos em 2022, perdendo a sua meta de atingir 50% de crescimento para o ano de 2022. A empresa precisava de atingir aproximadamente 1,4 milhões de entregas para atingir a sua meta, indicando que os desafios de transporte e logística continuam a atormentar a empresa de veículos elétricos.

A Tesla disse que entregou 405.278 veículos no quarto trimestre de 2022, que inclui 17.147 veículos Modelo S e X e 388.131 veículos Modelo 3 e Y. Os analistas de Wall Street previam 415.000 veículos entregues durante o trimestre. Durante o ano, a empresa entregou 66.705 veículos Modelo S e X e 1.247.146 veículos Modelo 3 e Y.

Os analistas esperavam 1,8 milhões de veículos entregues no ano de 2022, mas a Tesla precisava de entregar apenas 1,4 milhão em 2022 para atingir a sua meta de crescimento de 50% no ano. Apesar de ter falhado por pouco esse objetivo, foi outro trimestre recorde de entregas para a fabricante de veículos elétricos, sendo que em novembro foi um modelo seu o carro mais vendido na Europa. No entanto, tem vindo a lidar com uma série de desafios este ano, muitos dos quais nada têm a ver com a compra do Twitter por Elon Musk.

“Continuamos a transição para um mix regional mais uniforme de fabricação de veículos, o que levou novamente a um aumento adicional de carros em trânsito no final do trimestre”, disse a empresa no comunicado. “Obrigado a todos os nossos clientes, funcionários, fornecedores, acionistas e apoiantes que nos ajudaram a alcançar um ótimo 2022 à luz dos desafios significativos relacionados ao COVID e à cadeia de peças ao longo do ano.”

Foi um ano de lutas únicas para a Tesla, que incluiu a queda na procura, uma linha envelhecida e o aumento da concorrência das empresas tradicionais. A compra do Twitter por Musk levou a um declínio acentuado subsequente no preço das ações da Tesla, que desceu até 65% desde o início do ano. A derrota cortou bilhões do próprio patrimônio líquido de Musk, levando-o a reivindicar a infeliz designação como a primeira pessoa a perder US$ 200 bilhões, segundo a Bloomberg.

A Tesla acaba de anunciar que irá transmitir ao vivo o seu dia do investidor no dia 1º de março de 2023 e permitirá que alguns investidores compareçam pessoalmente.

Fonte: Tesla

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui