Telegram procura autofinanciamento com criptomoeda própria

A aplicação de comunicações dita mais segura do mundo, a Telegram, está prestes a encetar um novo caminho na sua carreira com a busca de autofinanciamento através do lançamento de criptomoeda própria. A novidade foi avançada pelo site Cryptovest.

A utilização da própria cadeia de blocos (blockchain) do Telegram é o alicerce para a nova moeda que terá também como base uma rede chamada TON (Telegram Open Network). Com este plano a Telegram poderá arrecadar 1,2 mil milhões de dólares.

A moeda virtual em questão poderá receber a designação de Gram, unidade de divisa que entrará em circulação com 5 bilhões, destinando-se apenas 44% para compra através de uma ICO. A rede manterá 52% de unidades e os restantes 4% serão entregues à equipa responsável pelo Telegram.

O plano de autofinanciamento da empresa, que realizará pré-venda da moeda virtual junto de grandes investidores com à vontade para comprar um volume mínimo de 20 milhões de dólares em criptomoedas do Telegram.

Veja também...

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

avatar
  Subscrever  
Notificar de