Sucessor do iPhone X não terá “notch”

A Apple apostou forte no iPhone X, marcando tendências com o seu novo smartphone e inovando na tecnologia com o Face ID, mas o que mais se falou foi na monocelha do ecrã. E é esta novidade que a fabricante não quer voltar a repetir.

A verdade é que houve muitas críticas quando a Apple lançou o seu novo smartphone. Não por causa da tecnologia anunciada,  mas porque o ecrã frontal ficou o “notch”. Muito se falou,  mas a verdade é que os fabricantes Android estão a copiar esta tendência, demonstrando que apesar de se acusar a Apple de não inovar, continua a ser a referência e a marcar tendências do mercado.

Passado pouco tempo de anunciarem o iPhone X, começaram a surgir anúncios de fabricantes chinesas com o notch e quando se pensou que seriam apenas cópias chinesas, outras fabricantes começaram a surgir no mercado com o notch, como a Asus que surpreendeu o mercado com o Zenfone 5 e o seu notch. E o futuro diz que esta é uma tendência,  já que o Huawei P20, OnePlus 6 e o Oppo R11 também terão esta monocelha no ecrã, segundo as imagens relevada até agora. É quando os outros seguem esta tendência parece que a Apple quis fugir dela. 

A Apple pretende retirar o notch do próximo iPhone X, ou iPhone 11. Segundo o Phone Arena, que cita a imprensa coreana, os próximos ecrãs OLED para os smartphone da Apple já não terão o notch, se a fabricante norte-americana conseguir colocar os vários sensores do notch noutros sítios do smartphone ou por baixo do ecrã. Por isso é bem possível que o próximo iPhone X tenha a parte frontal mais parecida com o Vivo Apex.

Já foram registadas várias patentes para que o notch desapareça, como os vários sensores integrados por baixo do ecrã  ou até pequenos buracos entre os pixels que não serão vistos pelo olho humano, no entanto são apenas rumores sobre o que poderá ser o sucessor do iPhone X que só será conhecido em Setembro, como é habitual.

Veja também...

Deixe um comentário

avatar
  Subscrever  
Notificar de