Spotify junta-se a empresas de mídia para pedir ação contra as práticas da Apple

O serviço de streaming de música Spotify Technology, junto com outras empresas de mídia como a Deezer, instou a Comissão Europeia a tomar medidas contra a Apple por práticas anticompetitivas e desleais, numa ação conjunta na quarta-feira. Eles pedem que a Comissão Europeia tome “ações rápidas e decisivas”.

A carta, dirigida à vice-presidente executiva do regulador antitruste da União Europeia, Margrethe Vestager, exigia que a Comissão agisse rapidamente para o bem-estar dos consumidores europeus. O Spotify há vários anos que acusa a Apple de abusar da sua posição no mercado usando as regras da App Store para sufocar a concorrência. “A União Europeia deve agir rapidamente, pois a cada dia que passa é uma perda para a inovação e para o bem-estar dos consumidores europeus”, escrevem as empresas.

O Spotify já apresentou reclamações de concorrência desleal contra a Apple em vários países, alegando que a cobrança de 30% que a Apple exige que os desenvolvedores paguem na sua App Store forçou o Spotify a “mexer artificialmente” nos seus próprios preços. Ainda no ano passado, o Spotify referiu que a Apple sufoca a concorrência.

O Spotify tem resistido ao controlo inflexível da Apple sobre a App Store há vários anos. A empresa apresentou uma queixa antitruste na Europa em 2019, porque alegava que as regras da Apple sufocavam a inovação e prejudicavam os consumidores devido aos preços mais altos e piores experiências quando se tratava de aplicativos de streaming de música.

“Estamos a escrever para pedir uma ação rápida e decisiva da Comissão Europeia contra práticas anticompetitivas e desleais de certas empresas digitais globais, e da Apple em particular”, dizia a carta, assinada pelos executivos-chefes das empresas de mídia Schibsted, Proton e Basecamp.

O presidente-executivo do Spotify, Daniel Ek, já tinha dito anteriormente que a fabricante do iPhone “dá a si mesma todas as vantagens enquanto, ao mesmo tempo, sufoca a inovação e prejudica os consumidores com as suas politicas”.

A Apple não respondeu apesar de vários pedidos dos mídias em relação a este assunto.

Fonte: Spotify

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui