Spotify aumenta assinantes e… prejuízos!

Spotify

O exercício financeiro do Spotify continua a adensar-se no vermelho, apesar de ter duplicado o número de assinantes desta dominante plataforma de streaming de conteúdos musicais. Em 2015 a faturação registou 1950 milhões de euros, mas os prejuízos acumulam já 173 milhões de euros. Como continua este serviço longe da rentabilidade e até mesmo da sustentabilidade?

Em 2015 o pagamento de direitos de autor a artistas e editoras discográficas representou 85% das despesas do Spotify, ou seja uma tranche de 1630 milhões de euros, os restantes 15% dos prejuízos foram distribuídos por trabalhos de melhoramento da plataforma e de introdução de novas funcionalidades.

A receita da publicidade originada pelas contas ‘freemium’ conseguiu apenas atingir 196 milhões de euros, o dobro do executado no ano passado.

mas nem tudo são más notícias para o Spotify: a chegada da concorrente Apple Music permitiu aumentar o número de clientes para 28 milhões (em março deste ano eram já 30 milhões). Os lucros duplicaram por comparação com o exercício de 2014 (de 1080 milhões a 1950 milhões), mas a escalada de perdas não foi proporcional (162 milhões até 173 milhões).

Será que algum dia o Spotify conseguirá apresentar contas sustentáveis?

Fonte: Financial Times

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here