Sonda da NASA capta fotografia da “fronteira” do nosso sistema solar

Red Magic 3S

A sonda New Horizons conseguiu as primeiras imagens do planeta anão última Thule. Estas novas imagens, e outras informações captadas pela sonda, poderão ajudar os cientistas a entender o surgimento do planeta Plutão e de outros corpos celestes do Cinturão de Kuiper.

Estas imagens foram divulgadas pela NASA, que está a presidir este projecto que tem como objectivo estudar os limites do nosso sistema solar.

Encontrar o planeta não foi fácil

“Essa parte do firmamento contém um grande número de estrelas brilhantes, o que tornou as buscas do planeta anão extremamente difíceis. De fato, estávamos à procura de uma agulha muito opaca em um palheiro muito brilhante,” referiu Hal Weaver, um dos líderes da missão. “Por enquanto Ultima Thule continua sendo um ponto opaco, mas com o passar do tempo, se tornará mais notável à medida que a sonda se aproximar do planeta anão.”

O alvo é o planeta anão 2014 MU69

Este planeta não é o destino da sonda New Horizons. A sonda encontra-se neste momento a caminho do planeta anão 2014 MU69, e já percorreu cerca de três quartos do caminho. A distância entre a sonda e o planeta é agora de cerca de 160 milhões de km’s, o que equivale sensivelmente à distância entre a Terra e o Sol.

Um planeta que, na verdade, são dois

As observações realizadas até agora aos 2014 MU69 apresentam um planeta duplo. Um par de asteróides com diâmetros entre 15 a 20 km, cada, que juntos formam este complexo.

As imagens captadas deste planeta anão entraram na história. São as fotografias captadas a partir da maior distância do nosso planeta até à data. A sonda New Horizons promete continuar a bater recordes até chegar ao seu destino.

Há muito ainda por explorar no nosso sistema solar

O Universo é impensalvemente grande. Mas, mesmo no nosso sistema solar, ainda existe uma vastidão por explorar.

Fonte: Sputnik

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here