Soluções tecnológicas no setor elétrico com financiamento europeu

Cerca de um milhão de euros é o montante disponível para as empresas dos estados-membros da UE desenvolverem e implementarem aplicações para o setor energético, com vista a mitigar o impacto da atual crise energética. As candidaturas estão abertas até 26 de junho para o programa lançado pelo projeto europeu InterConnect, que reúne 50 parceiros europeus, de 11 países da UE.

Cada candidatura, aberta a empresas europeias em fase de arranque, PMEs, empresas de média capitalização, e grandes empresas, pode resultar num montante máximo de 100 mil euros para desenvolver as soluções pretendidas.

Este programa, que tem como objetivo reduzir as emissões de gases com efeito de estufa e os custos energéticos para os consumidores, é liderado pelo português Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC).

Setor_Eletrico

O projeto tem por missão desenvolver ferramentas para a interoperabilidade entre dispositivos, sistemas e rede de energia. Pretende-se que os candidatos tenham já uma base de consumidores significativa, demonstrando a sua capacidade em atrair e interagir com o seu público-alvo. “Os participantes da call irão desenvolver uma Aplicação Energética que irá recorrer aos módulos de interoperabilidade semântica desenvolvidos no âmbito do InterConnect, de forma a interpretar sinais de operadores de redes elétricas e informar os consumidores sobre a melhor altura do dia para utilizar os respetivos eletrodomésticos e sistemas”, explica David Rua, coordenador do projeto e investigador do INESC TEC.

No site Open Calls estão disponíveis todas as informações relativas a este programa, bem como todos os documentos e formulários de inscrição necessários.

“Esta é uma oportunidade para as empresas se dedicarem a um domínio com alta visibilidade, propondo aplicações e criando modelos de negócios baseados na participação dos consumidores, contribuindo ativamente para a resiliência da rede”, reforça David Rua. No final, até sete projetos terão a oportunidade de integrar, implementar e testar as suas aplicações de energia através da inovadora estrutura interoperável, dos serviços de alto nível, e das bases de dados do InterConnect.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui