Smartphones com bateria de grafeno estão a chegar

Os smartphones com bateria de grafeno estão a caminho. Segundo o site GizChina, que cita a empresa americana Real Graphene, a equipa desta fábrica está pronta para produzir baterias de grafeno para as marcas de smartphones e algumas empresas já estarão mesmo a testar amostras.

Para destacar a eficiência das baterias de grafeno, o CEO da Real Graphene, Samuel Gong, afirmou que uma bateria de 3.000 mAh pode ser carregada de 0% a 100% em cerca de 20 minutos, enquanto uma de lítio demora cerca de 90 minutos para completar a carga.

Outro aspeto que a empresa frisou é a quantidade de ciclos. A bateria que utilizamos nos nossos smartphones dura entre 300 e 500 ciclos por carga, mas as de grafeno chegam até aos 1.500 ciclos. Por enquanto ainda não se sabe quando os primeiros smartphones com bateria de grafeno chegarão ao mercado.

Contudo, segundo as investigações, uma pequena película de grafeno para os smartphones custará aos fabricantes mais de 22 euros, enquanto um quilo de grafeno pode custar mais de 200 mil euros. Em comparação, um quilo de lítio tem um valor a rondar os 600 euros.

Assim, facilmente se conclui que as marcas que decidirem lançar uma bateria de grafeno nos seus smartphones, terão, necessariamente, de apresentar produtos mais caros que os outros com uma bateria “normal”. Todas as tecnologias são caras quando são lançadas mas, sempre que a técnica é melhorada e desenvolvida com mais empresas no setor a criarem concorrência, mais barata a tecnologia vai ficando, quer na produção, quer, naturalmente, para o consumidor final.

O grafeno pode, também, ser aplicado a smartphones e a carros elétricos. Samuel Gong acredita que em 2020 vamos ver o primeiro aparelho com bateria de grafeno.

Resumidamente, aqui ficam algumas vantagens das baterias de grafeno nos smartphones:

  • Carregamento muito mais rápido (0% a 100% em 20 minutos numa bateria de 3000mAh)
  • Mais do triplo de ciclos de vida (baterias duram muito mais)
  • Maior autonomia
  • Mais vantajosas para o meio ambiente
  • Baterias não ficam “viciadas”

Fonte: GizChina

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here