Sites do grupo REvil desligados da dark web

O grupo REvil ligado à Rússia arrecadou milhões de dólares em pagamentos de resgate de sistemas de computadores contaminados pelo seus programas, os tao bem conhecidos “ransomwares”.

Um dos website associados ao grupo REvil e que se pensa estar por trás dos últimos ataques a sistemas informáticos a várias empresas pelo mundo deixou de estar acessível na dark web.

Após o desaparecimento dos sites a especulação cresceu porque surge no meio de uma pressão crescente entre EUA e a Rússia sobre o crime cibernético. As autoridades acreditam que os hackers provavelmente foram atacados por alguém ou por algum organismo.

Joe Biden, atual presidente dos EUA recentemente tinha afirmado que fazia sentido que o seu país atacasse servidores informáticos utilizados por este tipo de crimes, que dia após dia tem vindo a crescer pelo mundo fora.

blank

Um dos países onde os ataques são mais comuns é nos EUA, varias empresas nos últimos meses foram alvo de sequestro dos seus sistemas informáticos.

Num recente ataque, uma das empresas lesadas foi uma produtora de carne a JBS, que pagou cerca de nove milhões de euros, após um ciberataque que levou ao encerramento de todas as suas fábricas no país para desbloquear a situação.

O presidente dos EUA, Joe Biden, disse que levantou a questão com Vladimir Putin durante um telefonema na sexta-feira, após discutir o assunto durante uma reunião com o presidente russo em Genebra no mês passado.

Nas últimas semanas, o grupo assumiu responsabilidade pela disseminação ampla de um ransomware que atingiu de 800 a 1.500 empresas no mundo.

Após o desaparecimento dos sites o mesmo gerou especulações de que as autoridades americanas ou russas podem ter tomado medidas contra REvil. As autoridades até agora recusaram-se a comentar e os especialistas cibernéticos dizem que desaparecimentos repentinos deste tipo de grupos não são necessariamente incomuns.

O grupo é considerado prolífico e na semana passada exigiu um grande resgate em bitcoins por um ataque que tinha como alvo a empresa de TI Kaseya e outras centenas de outras empresas em todo o mundo.

Fonte: BBC

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here