Sharp Aquos R6: Leica termina parceria exclusiva com Huawei e aposta na Sharp

Não ouvimos muito sobre os smartphones da Sharp atualmente, principalmente porque eles estão disponíveis apenas no Japão e em algumas outras regiões selecionadas, apesar de para grande parte dos seguidores da área a marca não ser totalmente desconhecida.

No entanto, a empresa acaba de revelar um novo modelo, o Aquos R6, que é carregado com tecnologia interessante, como relata Engadget. É verdade que em termos de especificações são muito similares aos outros topo de gama, mas é na câmara que captou a nossa atenção, já que conta com a marca Leica e com o maior sensor até agora presente num smartphone, num passo já há algum tempo falado de que a Leica iria ter minar a parceira exclusiva com a Huawei, que muito marcou o sucesso da marca chinesa, mas na venda de smartphones já teve melhores dias.

A Sharp colaborou com a Leica para criar uma câmara de 20 megapixels com um sensor de 1 polegada, um dos maiores disponíveis em qualquer smartphone. Funcionou com a Leica em todo o sistema de câmara, incluindo o sensor (provavelmente construído pela Sony), lente grande angular 19mm f / 1.9 (equivalente a 35mm) e recursos de qualidade de imagem. O design da lente de 7 elementos ainda ganhou a marca “Summicron” da Leica, que supostamente permite fotografar com menos distorção. No entanto, o Aquos R6 tem apenas uma única câmara traseira, então o zoom (de grande angular a telefoto) é feito digitalmente, não opticamente, numa opção quase única hoje em dia que a “moda” tem sido colocar muitos sensores traseiros.

A colaboração da Sharp com a Leica é bastante interessante, porque havia muitos rumores a surgirem que a Leica estava a terminar o seu relacionamento com a Huawei, embora ambas as empresas negassem isso. Dada a nova colaboração da Sharp, no entanto, a Leica não é mais exclusiva da Huawei, pelo menos e deve ser isso que está a acontecer, a parceria entre a Leica deixou de trabalhar exclusivamente com a Huawei, o que tendo em  conta a excelente qualidade fotográfica que sempre pautou os smartphones da Huawei, é uma excelente notícia para o mercado e para as outras marcas.

Nos últimos dias chegou mesmo a haver rumores que apontavam a Xiaomi como uma das parcerias, no entanto, por agora, ainda nada é oficial. Agora vamos às especificações do smartphone.

O Aquos R6 conta com um ecrã que combina com a câmara. O ecrã HDR de 2.730 x 1.260 de 6,6 polegadas oferece até 2.000 nits de brilho, também o mais alto disponível num smartphone. Para atingir esse número, a Sharp disse que desenvolveu o display OLED usando sua tecnologia IGZO, embora não esteja claro exatamente como isso funciona. Para evitar o consumo rápido da bateria num ecrã tão brilhante, a Sharp supostamente desenvolveu um sistema para reduzir a taxa de atualização para 1 Hz quando uma imagem estática está a ser utilizada.

blank

Outro recurso interessante para pessoas preocupadas com a segurança é o sistema de impressão digital dupla. O Aquos R6 é aparentemente um dos primeiros smartphones a usar o sistema de autenticação de impressão digital 3D Sonic Max da Qualcomm, anunciado pela primeira vez em 2019 e que ainda não tinha chegado ao mercado. A área significativamente maior facilita a identificação da impressão digital, ao mesmo tempo que permite que os usuários façam login com duas impressões digitais simultaneamente para segurança extra.

Outras especificações incluem o processador topo de gama Qualcomm Snapdragon 888, 12 GB de RAM, 128 GB de armazenamento expansível, Android 11, IPX8 e uma bateria de 5.000 mAh para suportar aquele excelente ecrã.

Quanto ao preço, a Sharp não divulgou o preço final deste equipamento nem quando estará disponível no mercado, no entanto, tendo em conta o passado recente da marca, nõa tenha grande esperança de o ver no seu país.

blank

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here