Seis milhões de PlayStation 5 devem ser vendidas até Março 2021

Red Magic 5G

Hideki Yasuda, da empresa japonesa Ace Research Institute, acredita que a PS5 venderá a um ritmo sem precedentes. De acordo com Yasuda, tanto a PS5 como a PS4 deverão enviar 6 milhões de unidades até 31 de março de 2021. À medida que a produção da PS4 termina, espera-se que as encomendas de PS5 por retalhistas aumentarão à medida que antecipam um período de férias agitado.

Certamente haverá uma PS5 debaixo de algumas árvores neste Natal. Hideki Yasuda acredita que mais de 15 milhões de unidades serão enviadas no ano seguinte, até março de 2022. O primeiro ano completo de produção da PS5 dir-nos-á muito sobre como vai ser durante o seu tempo de vida, e tendo em conta que mais de 102 milhões de PS4 foram vendidas em todo o mundo, é seguro dizer que a expectativa é alta para a PS5.

Yasuda sugere que a Sony poderá vender seis milhões de unidades até março de 2021, noticia o Tom’s Guide. Mas esse valor de seis milhões de unidades não é só para a PS5. Também tem em conta as vendas da PS4 da Sony. Dado que a PS5 ainda não está disponível, faz sentido continuar a incluir o atual modelo na estimativa de vendas ao longo de um ano. No entanto, como se espera que as vendas da PS4 continuem a terminar, a maioria dessas vendas são esperadas da PS5. O relatório do analista sugere ainda que a Sony venderá mais 15 milhões de unidades PS5 no ano seguinte, prevendo que que a Sony envie uma grande quantidade de consolas PS5 em apenas alguns meses.

A expectativa de 15 milhões de vendas da PS5 no ano fiscal seguinte da Sony de março de 2021 a março de 2022 também iria alinhar com as 14,8 milhões de unidades que a PS4 vendeu durante o seu primeiro ano fiscal completo no mercado. Qualquer escassez também pode aumentar o preço da PS5, e recentemente aprendemos que muitos jogadores vão priorizar o preço das consolas de próxima geração acima de tudo.

Um preço alto pode atenuar as expectativas de vendas. Se as consolas começarem com o preço alto o suficiente, é possível que possam até começar a levar mais jogadores para PCs de jogo que podem superar as consolas. Entretanto esperamos começar a ter uma ideia melhor de como as coisas vão correr para a PS5 quando a Sony anunciar oficialmente o produto e o seu preço.

Além disso, uma ressalva é necessária: esta análise foi realmente publicada no início do surto de coronavírus. Desde então, vimos vários eventos de alto nível cancelados, como o Mobile World Congress, e a Sony também deixou o PAX East citando preocupações com o coronavírus. Como a situação ainda está em evolução, é impossível dizer se o pânico internacional terá algum efeito nos planos de lançamento da Sony. No entanto,
ficaríamos muito surpreendidos se a Sony não tivesse um plano de contingência ou dois na manga para explicar alguma perturbação como resultado do surto de coronavírus.

Os lançamentos de dispositivos foram adiados e fabricantes como a Apple e a Nintendo estão a voltar à produção à medida que as cadeias de abastecimento chinesas são interrompidas. Se o surto continuar, isto poderá interromper a produção da PS5, causando um grande problema para a Sony ao tentar preencher grandes encomendas de consolas no lançamento. Estas são algumas expectativas elevadas para um produto que ainda está em mistério e com um certo nível de incerteza. Espera-se que o recente surto de coronavírus tenha algum impacto no mercado tecnológico, dado que a maior parte do fabrico e fornecimento de chips e outros componentes acontecem na China.

Espera-se que a PS5 e a Xbox Series X precisem de parte do armazenamento flash e do mercado de DRAM, que poderá ser espremido pelo surto de vírus. Em termos de funcionalidades, é devido a prever o potencial de jogo em resoluções 8K, uma enorme unidade modular de estado sólido e exibir movimento sedoso-suave graças a uma maior capacidade de framerate. Quando se trata de vendas, será grande. Quão grande, exatamente, não temos a certeza, pois vai enfrentar uma forte concorrência da Xbox Series X e potencialmente até da Nintendo Switch Pro. No entanto, os analistas já estão a olhar para o burburinho inicial e a fazer previsões sobre o quão populares as consolas vão provar nas fases iniciais da sua vida útil.

Ainda estamos à espera de um anúncio oficial da PS5, mas isso não significa que já não haja expectativas massivas para a futura consola. Muitas dessas previsões estão centradas em torno do design, do desempenho e do preço, mas alguns estão nos números de vendas. Não é tão injusto ter enormes expectativas de vendas da PS5 dado que a PS4 tem sido tão popular que se tornou a segunda consola best-seller de todos os tempos.

Pelos números, a PS4 já vendeu mais de 108 milhões de unidades desde o seu lançamento no final de 2013, tendo conseguido 7,5 milhões de vendas nos seus dois primeiros trimestres fiscais no mercado. Se a PS5 for lançada no final de 2020, os números de vendas previstos alinhariam bem com o que a PS4 conseguiu.

Fonte: Techradar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here