Segurança: Google descobre falha no Instalador do Fortnite

A segurança dos equipamentos é muito importante e com o anúncio da Epic Games de não lançar o Fortnite na Play Store rapidamente se percebeu que isto poderia causar muitos problemas de segurança, já que instalar aplicações fora da loja de aplicações tem os seus riscos.

Apesar de saber-se que isto deveria acontecer, não se pensaria que seria a própria Google a descobrir uma falha no instalador do Fortnite, que a Epic Games está a disponibilizar no seu site. Felizmente, já foi corrigida, mas não deixa de causar muita polémica.

Para quem não sabe, a Google tem uma área da empresa que se dedica à descoberta de falhas de segurança na internet, desde falhas em programas para Windows, como falhas em aplicações. No início deste ano, a Google a Microsoft envolveram-se em acusação, após a Google ter divulgado uma falha no browser Microsoft Edge antes de a empresa a ter corrigido, o que se tornou num possível perigo para os utilizadores.

Segundo as regras desse departamento de segurança da Google, quando as falhas são divulgadas, a empresa tem 90 dias para resolver e corrigir o problemas, antes do mesmo ser tornado público, sendo que o tempo poderá ser alargado por alguns dias a pedido. No caso do Edge, após 104 dias, a Google divulgou o problema.

No caso mais recente da Epic Games e relacionado com o jogo, a Google estabelece que após o problema estar corrigido, a falha é divulgada após sete dias, o que acabou por acontecer. Mas a Epic Games não gostou.

Segundo a empresa, em comunicado de imprensa, os dias que a Google estabelece para tornar público o problema não foram suficientes para que todos os utilizadores possam atualizar o programa, o que torna num problema de segurança a sua divulgação. Dessa forma, a Epic Games solicitou à Google que a divulgação do problema só acontecesse após 90 dias, mas a Google cumpriu com a sua política de segurança e divulgou após sete dias.

Por esse motivo, a Epic Games afirma que a Google foi irresponsável ao revelar os detalhes técnicos da falha antes que muitos utilizadores tivessem a oportunidade de atualizar a aplicação. Desta forma, afirma que a Google pode ser uma empresa poderosa deveria praticar um tempo mais responsável.

Por seu lado, a Google apenas enviou a informação de que a segurança dos utilizadores é a sua principal prioridade, bem como a monitorização na procura de malwares e vulnerabilidades, que assim que foi encontrado no Fortnite, foi comunicado à Epic Games e estes corrigiram o problema.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here