Samsung Galaxy S10 deve abandonar o leitor de íris

O Galaxy S8 foi o primeiro smartphone da Samsung com leitor de íris, recurso que ainda pode ser encontrado nos principais modelos top de linha da marca, como o Galaxy S9 e o Galaxy Note 9. No entanto, informações apontam que a gigante sul-coreana deve abandonar essa tecnologia no Galaxy S10.

O motivo para essa decisão seria o fato de que a Samsung pretende inserir um leitor de digitais ultrassônico. De acordo com o Ice Universe, conhecido por vazamentos precisos, o novo sensor é mais rápido e confiável, além de entregar uma área de reconhecimento maior que os leitores presentes no mercado atualmente, podendo ser usado em cerca de 30% da tela.

Rumores também sugerem que essa nova tecnologia deverá ser exclusiva da Samsung até a metade do próximo ano. Tudo isso ganha ainda mais “força” se levarmos em consideração a patente registrada pela Samsung na Europa, que mostra um leitor de digitais que pode ser usado em outras áreas da tela.

Além disso, informações apontam que a remoção do leitor de íris também estaria relacionado ao novo design do Galaxy S10. Afinal, com a presença de um leitor de digitais ultrassônico, outra tecnologia de desbloqueio não teria muita serventia e só ocuparia mais espaço na tela.

Até o momento, a Samsung não anunciou a data de lançamento oficial do Galaxy S10, mas se a empresa manter os padrões, este aparelho deve ser oficializado no primeiro trimestre de 2019, possivelmente durante a MWC.

Entretanto, se você está em busca de um smartphone top de linha da Samsung e não quer esperar a chegada do Galaxy S10, que com certeza terá um preço mais alto, o Galaxy Note 9 é uma ótima opção. Ele possui uma tela Super AMOLED de 6,4″ com resolução de 2960×1440 pixels, suporte a HDR10, Always On, 83,4% de relação tela-corpo, 516 ppi de densidade e proteção Gorilla Glass 5.

Por dentro, temos o mesmo processador do Galaxy S9 e S9+, o poderoso Exynos 9810 octa-core de 2,8 GHz, aliado a 6GB de RAM e 128GB de armazenamento interno. A variante mais potente possui o mesmo chipset, mas com 8GB de RAM e 512GB de armazenamento – ambos são expansíveis via microSD. Lembrando que a Samsung também vende este modelo com processador Snapdragon 845.

No departamento de câmeras, há dois sensores na traseira posicionados horizontalmente, sendo o principal com abertura variável de f/1.5 e f/2.4, enquanto o secundário possui abertura f/2.4 – ambos de 12MP.

Em software, o Galaxy Note 9 vem com o Android 8.1 Oreo instalado de fábrica, mas certamente será um dos primeiros smartphones da Samsung a receber o novo Android Pie. Para manter o aparelho ligado, a gigante sul-coreana inseriu uma bateria de 4.000 mAh com suporte a tecnologia de carregamento rápido.

Fonte: PhoneArena

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here