Samsung e KDDI efetuam partição de rede 5G com sucesso

A tecnologia (“network slicing”) foi testada com um microtelefone, estação base 5G e equipamentos de rede 5G em Tóquio, e atuará em serviços como condução autónoma, jogos em nuvem e aplicações industriais I.O.T. – Internet das Coisas, graças à baixa latência e alta fiabilidade, explicou a Samsung. Também melhorará as velocidades de ligação para a realidade virtual, a realidade aumentada e os serviços de streaming de vídeo de alta resolução.

Esta partição de rede 5G é uma arquitetura de rede que permite o multiplexing de redes lógicas virtualizadas e independentes na mesma rede física. Cada fatia é usada para diferentes tarefas para permitir que as redes sejam ultrarrápidas e tenham latência ultra-baixa.

O teste da Samsung e da KDDI também mostrou que os utilizadores podem alternar entre uma rede virtual ultrarrápida e uma rede de latência ultra-baixa sem comprometer a qualidade de ligação para determinados serviços, disse a gigante tecnológica sul-coreana.

Mais para a frente, a Samsung e a KDDI têm planos para propor uma norma internacional para as tecnologias que foram verificadas no seu teste de corte de rede 5G de ponta a ponta.

Assim, e efetivamente, a Samsung Electronics e a japonesa Telco KDDI conseguiram verificar a tecnologia de corte de rede 5G, informou já esta quarta-feira a gigante tecnológica sul-coreana, e o teste foi feito num laboratório de Tóquio que usou um controlador inteligente RAN com um telefone, uma estação base 5G e um equipamento nuclear autónomo 5G, informou também a Samsung.

A Google Cloud Platform (GCP) é um portfólio de serviços de computação em nuvem que cresceu em torno do quadro inicial do Google App Engine para hospedar aplicações web a partir dos centros de dados da Google. A plataforma de computação em nuvem fornece ferramentas de infraestrutura e a KDDI, que lançou os seus serviços 5G em março, é um dos principais clientes da Samsung Network.

No início deste mês, a gigante tecnológica sul-coreana anunciou que a telco Verizon norte-americana também assinou a utilização dos seus equipamentos de rede. O acordo permitirá à Samsung fornecer 6,6 mil milhões de dólares em equipamentos de rede ao telco.

Fonte: ZDNet

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here