Samsung de olho no mercado de Criptomoedas

A Samsung tem vindo a mostrar interesse em criar a sua própria rede de blockchain, bem como o seu próprio token, que irá lançar num futuro próximo.

Segundo um relatório exclusivo da CoinDesk, que citou uma pessoa “familiarizada com a situação interna da Samsung”, a gigante Sul Coreana está a construir uma blockchain baseada em Ethereum.

Para gerenciar as expectativas, no entanto, diz-se que o desenvolvimento está no estágio “experimental interno”, o que significa que provavelmente teremos que esperar para ver o resultado.

“Atualmente, estamos a pensar numa blockchain privada, embora isso ainda não esteja confirmado. Também pode ser uma blockchain pública no futuro, mas acho que será um híbrido – isto é, uma combinação de blockchains públicas e privadas ”, disse a fonte.

Além disso, a fonte chegou a dizer que, embora os mercados esperassem que a “Samsung Coin” fosse lançada, os detalhes ainda não haviam sido decididos.

A potencial incursão da Samsung no mundo blockchain animou os entusiastas das criptomoedas.

Em janeiro do ano passado, houve rumores sobre a Samsung ter fabricado hardware ASIC ( circuito integrado específico para aplicações), especializado em mineração de Bitcoin e criptomoedas. Como parte do acordo, a Samsung fornecerá ao fornecedor de equipamentos de mineração da China o equipamento necessário, de acordo com um relatório (em coreano) da emissora sul-coreana The Bell.

Como publicado anteriormente pelo Hard Fork em agosto do ano passado, a Samsung publicou no seu blog a sugestão de smartphones com melhor segurança para blockchain e criptomoedas. O post passou despercebido até que eventualmente foi lançado  por vários sites de notícias comerciais.

Na época, a Hard Fork conversou com vários especialistas em segurança para discernir as alegações da Samsung e o consenso era que embora os smartphones pudessem ser uma boa solução de armazenamento a curto prazo, eles carregam muitos riscos associados quando se trata de armazenar fundos de criptografia.

FInalmente revelou o Galaxy S10, que pode armazenar chaves privadas de criptomoedas e suportar uma série de recursos baseados em blockchain, incluindo assinaturas digitais.

No mês passado, revelou sua carteira de criptomoedas, que suporta tokens ERC20 baseados em Ethereum, mas não Bitcoin.

Ainda ontem, veio a público em diversos sites de notícias que a Samsung investiu 2.6 milhões de Euros, na startup de harware de criptomoedas, Ledger.

Não há como negar que a Samsung esteja mesmo interessada no mercado das criptomoedas e blockchain, porém, este anúncio em particular não teve um impacto muito positivo no preço das acções da empresa que desceu 0,22% nos últimos dias.

Fonte: Hard Fork

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here