Sabia que há uma sanita que evita uma segunda ida ao hospital?

Red Magic 6S

Parece uma notícia tirada da imaginação das crianças mas acredite que não é. E antes que a conversa nos pareça cheirar mal vamos diretos ao assunto. Há uma sanita capaz de detetar problemas cardíacos e de evitar uma nova readmissão no hospital. O mérito é de uma equipa de investigação dos Estados Unidos.

Esta sanita que poderá ser a mais famosa de todas as sanitas é efetivamente especial e poderá acompanhar para casa os pacientes que sofrem de insuficiência cardíaca congestiva aquando da sua alta do hospital. Prevê-se que os hospitais possam comprar estas sanitas para lhe dar aos pacientes no momento da alta médica.

Esta sanita, vamos apelidar de “especial”, guarda os dados médicos e envia-os para cardiologistas para que estes possam avaliar o quadro do paciente. Os dados médicos compreendem a pressão arterial, a frequência cardíaca, a oxigenação do paciente, o seu peso, o volume sistólico (refere-se à quantidade de sangue que o coração bombeia para o corpo e cada batida), a atividade elétrica e mecânica dentro do coração. E tudo isto enquanto a pessoa está sentada neste que poderá ser considerado o meio de diagnóstico mais “fora da caixa” de sempre.

Os dados enviados aos cardiologistas levarão estes médicos a recomendarem tratamentos específicos a fim de evitarem uma nova ida ao hospital por parte do paciente.

Tudo isto porque os números dizem que pacientes que estiveram internados devido a insuficiência cardíaca congestiva tendem a regressar às urgências uns dias depois da alta hospitalar.

E para quando esta “sanita especial”? Pois bem, o diretor executivo da startup que está a produzir esta sanita e a irá comercializar  disse em comunicado que estes assentos inteligentes deverão ser vendidos em meados do próximo ano. Para além dos hospitais, Nicholas Conn encara a possibilidade de produção e venda para compras individuais.

Por cá, resta-nos aguardar porque tudo o que seja para evitar mais horas de espera nas urgências dos hospitais ou até mesmo para salvar vidas é bem-vindo.

Fonte: Invasive Cardiology

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here