Reino Unido diz que sanções dos EUA tornam a Huawei um risco à segurança

O Reino Unido pode reverter a sua decisão de permitir à Huawei ser o fornecedor para a construção da rede 5G do país depois de um relatório concluir que as sanções dos Estados Unidos tornariam o equipamento da gigante chinesa de telecomunicações menos seguro. O relatório do Centro Nacional de Cibersegurança do GCHQ, divulgado pelo The Telegraph e corroborado pela Bloomberg, afirma que as restrições às operações da Huawei “forçam a empresa a usar tecnologia pouco confiável que pode aumentar o risco para o Reino Unido”.

O relatório “provavelmente forçará Boris Johnson a abandonar completamente a empresa”, segundo o The Telegraph. Uma fonte disse à Bloomberg que o primeiro-ministro britânico está a preparar-se para eliminar a Huawei como fornecedora da tecnologia ainda este ano, embora o cronograma exato não esteja delineado.

“Estamos a considerar o impacto que as sanções adicionais dos EUA contra a Huawei poderiam ter nas redes do Reino Unido”, afirma o governo britânico em comunicado. “Este é um processo contínuo e iremos dar mais informações no tempo certo.”

Apesar da pressão dos EUA, o Reino Unido prosseguiu com os seus planos que incluíam a Huawei como fornecedora de infraestrutura de rede 5G no início deste ano. A Huawei deveria ser usada apenas para elementos “não essenciais” da rede e se limitaria a fornecer 35% do necessário. Johnson argumentou que havia uma falta de alternativas viáveis ​​à tecnologia Huawei, que já é amplamente prevalecente nas redes de comunicações britânicas.

“Estamos a trabalhar em estreita colaboração com os nossos clientes para encontrar maneiras de gerenciar as restrições propostas nos EUA, para que o Reino Unido possa manter a sua liderança atual no 5G”, diz Victor Vhang, vice-presidente da Huawei, em comunicado à Bloomberg. “Acreditamos que é muito cedo para determinar o impacto das restrições propostas, que não são sobre segurança, mas sobre posição no mercado”.

Fonte: The Verge

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui