Uma rede de táxis-voadores na Nova Zelândia nos próximos três anos?

Segundo noticia o The New York Times, o primeiro-ministro da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, irá anunciar um novo acordo com uma empresa denominada Kitty Hawk com vista a realizar testes que visam certificar uma rede de taxis-voadores no país. O objectivo é conseguir colocar este rede em funcionamento no prazo de três anos.

A empresa já está a trabalhar numa app inspirada na Uber que será a base do funcionamento desta rede de táxis. A Kitty Hawk é financiada pelo co-fundador da Google, Larry Page.

O táxi voador desta empresa chama-se Cora. A largura é de cerca de 10 metros e o veículo funciona a partir de uma dezena de rotores 100% eléctricos. Pode atingir velocidades de 180kmh e consegue percorrer 100km’s em apenas uma viagem. O Cora funciona sem piloto e pode transportar até dois passageiros.

Os primeiros veículos Cora foram enviados para a Nova Zelândia em Outubro de 2017 e os primeiros testes foram realizados pouco depois da sua chegada ao país.

As noticias referentes a táxis-voadores tem-se acumulado ao longo das últimas semanas. A Uber tem o objectivo de criar uma rede de táxis voadores nos próximos 10 anos. A Porsche também anunciou oficialmente que planeia entrar neste novo mercado. Agora, a Nova Zelândia poderá assumir a vã-guarda deste novo mercado caso o projecto se concretize mesmo em menos do que 3 anos.

Resta aguardar para ver.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here