Questões de privacidade atrasam o lançamento do AI chatbot Bard do Google na UE

O Google alargou o acesso ao seu chatbot de inteligência artificial, o Bard, a 180 novos países e territórios, mas as nações da União Europeia (UE) não foram incluídas devido a preocupações de privacidade levantadas pela “Irish Data Protection Commission” ou DPC. Esta entidade pediu uma “avaliação de impacto de proteção de dados”, que o Google não forneceu.

De acordo com um porta-voz do Google, a empresa está em conversações com os reguladores de privacidade para abordar as suas questões e receber feedback antes de lançar o Bard na UE. Este chatbot tem como objetivo responder a perguntas dos utilizadores de uma forma natural e perspicaz, utilizando a tecnologia de processamento de linguagem natural e inteligência artificial. Com o Bard, espera-se que os utilizadores possam ter uma experiência mais personalizada e interativa ao procurar informações na internet.

No entanto, o Bard não é o único chatbot de IA a enfrentar preocupações de privacidade na UE. O ChatGPT também enfrentou uma série de problemas, como falta de proteção adequada para menores e incapacidade de optar por não partilhar dados. Estes problemas têm levantado questões sobre como a privacidade dos utilizadores é tratada pelas tecnologias de IA.

Um porta-voz do Google disse ao Politico: “ Dissemos em maio que queríamos tornar o Bard mais amplamente disponível, inclusive na União Europeia, e que o faríamos com responsabilidade, após o envolvimento de especialistas, reguladores e formuladores de políticas … Como parte deste processo, temos conversado com reguladores de privacidade para responder às suas perguntas e ouvir feedback.”

A preocupação das entidades regulatórias de que os chatbots podem recolher informação pessoal dos utilizadores sem o seu conhecimento ou consentimento está a levar a uma maior escrutínio. E embora a IA desempenhe um papel cada vez mais importante em muitas indústrias, incluindo a TI, a saúde, a produção e a educação, a privacidade do utilizador é crucial. A União Europeia, em particular, tem regras rigorosas de proteção de dados, incluindo o Regulamento Geral de Proteção de Dados, que aplica multas pesadas às empresas que violam as suas regulamentações.

Não está claro exatamente quais eram as preocupações do DPC com Bard, mas alternativas como Bing AI e ChatGPT permanecem disponíveis em toda a UE.

Fonte: Politico

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui