Qualcomm, Vodafone e Thales mostram como pode ser o futuro do iSIM

A Qualcomm demonstrou hoje um smartphone funcional com a tecnologia SIM integrada de última geração (iSIM) em parceria com a Vodafone e a Thales. A nova tecnologia integra a funcionalidade oferecida por um cartão SIM físico ao processador principal, o que permite “maior integração do sistema, maior desempenho e maior capacidade de memória”.

Integrar o SIM com o processador principal também liberta algum espaço valioso, pois não requer um chip separado como soluções eSIM ou uma bandeja de cartão SIM, que tem alguns benefícios adicionais e permite que os engenheiros das marcas de smartphnes possam, num futuro criar os smartphones de forma diferente.

No comunicado de imprensa que a Vodafone partilhou conosco, a Qualcomm afirma que sua tecnologia iSIM oferece os seguintes benefícios:

  • Simplifica e melhora o design e o desempenho do dispositivo, libertando o espaço anteriormente ocupado num dispositivo
  • Consolida a funcionalidade do SIM no chipset principal do dispositivo juntamente com outros recursos críticos, como GPU, CPU e modem
  • Permite o provisionamento remoto de SIM pela operadora, aproveitando a infraestrutura eSIM existente
  • Abre recursos de conexão de serviço móvel para um host de dispositivos que anteriormente não podiam ter recursos de SIM integrados

A demonstração de prova de conceito (POC) da Qualcomm ocorreu na Europa nos laboratórios de P&D da Samsung e ilustra a “prontidão e eficiência comercial da tecnologia trabalhando na infraestrutura existente, aproveitando os recursos avançados de rede da Vodafone”.

Na demonstração, a Qualcomm usou um Samsung Galaxy Z Flip 3, que conta com o Snapdragon 888. O Snapdragon 888 possui uma unidade de processamento seguro integrada que executa o sistema operacional Thales iSIM.

Sobre a demonstração, Enrico Salvatori, da Qualcomm, disse: “As soluções iSIM oferecem grandes oportunidades para MNOs, libertam espaço valioso nos dispositivos e fornecem flexibilidade para os utilizadores de dispositivos se beneficiarem de todo o potencial das redes 5G e experiências numa ampla gama de categorias de dispositivos. Algumas das áreas que mais se beneficiarão da tecnologia iSIM são os smartphones, portáteis, headsets de realidade virtual ou realidade aumentada e IoT industrial. Ao integrar a tecnologia iSIM no processador, podemos criar suporte adicional para OEMs na nossa plataforma Snapdragon.”

Por agora, esta foi apenas uma demonstração do que é possível fazer, não havendo qualquer estimativa de quando é que a tecnologia iSIM poderá ser integrada num equipamento comercial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui