Qualcomm ganha processo judicial contra Apple, mas ainda não acabou

E finalmente foi decidido o vencedor da disputa judicial entra a Apple e a Qualcom. Acabando com a Qualcomm obtendo uma importante vitória legal como parte de sua disputa judicial a vários níveis contra a Apple.

Na disputa, descobriu-se que a gigante de eletrônicos de consumo, Apple, violou três patentes da Qualcomm e deve pagar os primeiros US $ 31 milhões em danos. “As tecnologias inventadas pela Qualcomm e por outras empresas possibilitaram que a Apple entrasse no mercado e se tornasse tão bem sucedida tão rapidamente”, afirmou o consultor geral da Qualcomm, Don Rosenberg, em um comunicado.

“Estamos satisfeitos que os tribunais de todo o mundo estão rejeitando a estratégia da Apple de se recusar a pagar pelo uso de nosso IP.”

Mas como era de se esperar, a Apple não ficou tão satisfeita com o veredicto. O que não foi uma surpresa para ninguém, afinal a Apple adora fazer o papel de vítima. Mas enfim, não vamos discutir essa parte aqui.

“A campanha em andamento da Qualcomm sobre alegações de violação de patentes nada mais é do que uma tentativa de desviar as questões maiores que enfrentam com investigações sobre suas práticas de negócios no tribunal federal dos EUA e em todo o mundo”, esta foi uma parte destacada da declaração da Apple.

Como podemos perceber, essa declaração da Apple, tenta em si refutar a sua culpa na medida em que redireciona a conversa para outro tópico.

A Apple e suas artimanhas

Em outras palavras, a Apple sabe exatamente o que fez lá. A Apple roubou tecnologias patenteadas pela Qualcomm para uso em iPhones e outros dispositivos móveis e o fez sem compensar o inventor dessas tecnologias.

E essa não é a pior parte, a empresa chegou a tentar infiltrar uma falsa-testemunha. Que no caso, era um ex-engenheiro da Apple que iria testemunhar que foi ele quem inventou uma ideia-chave para uma das tecnologias patenteadas da Qualcomm.

Mas, ele não quis continuar com isso durante o julgamento e se recusou a tomar posição depois que ficou claro que não havia evidências para apoiar a alegação. Pelo menos ele foi esperto e saiu antes do barco afundar com ele dentro.

Além das especificidades do resultado e do mísero pagamento de US $ 31 milhões que a Apple deve fazer, esse caso representa, de fato, um importante ponto de virada nas batalhas jurídicas das duas empresas.

Afinal, coloca dados em dólares por dispositivo sobre a propriedade intelectual da Qualcomm: os três componentes patenteados representam cerca de US $ 1,41 por dispositivo, o que a Qualcomm diz desacreditar a alegação da Apple de que suas taxas de licenciamento são muito altas.

“As três patentes encontradas infringidas neste caso representam apenas uma pequena fração do valioso portfólio de dezenas de milhares de patentes da Qualcomm”, acrescentou Rosenberg.

Apple e Qualcomm têm outros processos judiciais por vir, incluindo um julgamento marcado para abril. Esse caso envolve a disputa da Apple sobre os custos de licenciamento da Qualcomm.

Mas podemos perceber que tudo está favorável para que os processos sejam a favor da Qualcomm. Mas só podemos ter certeza disso depois que os resultados saírem.

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here