Qual será o futuro da Alexa da Amazon?

De acordo com uma recente reportagem do Wall Street Journal, a Amazon está actualmente a realizar uma revisão de redução de custos do seu assistente Alexa, que se tornou uma parte importante dos dispositivos da empresa e da sua estratégia no tema “casa inteligente”. O WSJ relata que toda a unidade dos aparelhos da empresa tiveram um prejuízo operacional superior a 5 mil milhões de dólares.

A Amazon está alegadamente a considerar reduzir os seus investimentos na Alexa, o que significa potencialmente o fim de novas funcionalidades para o assistente de voz. O WSJ relata que a Amazon está a analisar se deve “concentrar-se em tentar adicionar novas capacidades ao Alexa ou não”, dado que tudo leva a querer que não está a dar o rendimento que a empresa deseja.

A Amazon manifestou o seu apoio à Alexa, embora não tenha especificado como as coisas poderiam mudar. “Em menos de uma década, [a Alexa] transformou-se num serviço de IA com a qual milhões de clientes interagem milhões de vezes por semana em diferentes línguas e culturas em todo o mundo”, disse o porta-voz da Amazon, Brad Glasser. “Mesmo no último ano, as interações da Alexa aumentaram mais de 30 por cento. Estamos tão otimistas sobre o futuro da Alexa hoje como sempre estivemos, e continua a ser um negócio importante e uma área de investimento para a Amazon”.

À medida que o ambiente macroeconómico se torna mais incerto, a Amazon procura apertar o cinto. A empresa já assistiu a um crescimento muito mais lento neste trimestre, apesar do seu segundo evento de vendas Prime em Outubro, e a Jassy disse no recente lançamento dos lucros da empresa no terceiro trimestre que a Amazon está “encaminhada” para baixar os custos na sua rede de atendimento.

Por outro lado, a Amazon também anunciou as aquisições do fabricante de robôs iRobot ($1.7 biliões) e para o prestador de cuidados de saúde One Medical ($3.9 biliões) este ano, por isso embora possa estar a tentar cortar custos em algumas áreas, ainda está a gastar muito dinheiro noutras.

“Continuamos empolgados com o futuro dos nossos negócios maiores, bem como as iniciativas mais recentes como Prime Video, Alexa, Grocery, Kuiper, Zoox e Healthcare”, disse Glasser, da Amazon. “A Nossa equipa de liderança sénior revê regularmente as nossas perspetivas de investimento e desempenho financeiro, inclusive faz parte da nossa revisão anual do plano operacional, que decorre no outono de cada ano. Como parte da revisão deste ano, é claro que estamos a levar em consideração o ambiente atual e a considerar as oportunidades para otimizar custos.”

Fonte: wsj

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui