Próximo projeto Crytek poderá ser um FPS ´open-sandbox´

A Crytek, uma empresa ´developer´ de jogos para computador e consolas, além de desenvolver o motor de jogo CryEngine utilizados por outras empresas. Foi fundada em 1999 e o seu sucesso chegou fortemente com a estreia de Crysis, em 2007, o seu jogo de maior sucesso. Sucesso devido ao jogo possuir gráficos extremamente realistas para a época e de tão realista que eram, alguns sites especializados e jogadores mais avançados diziam que nenhum computador pessoal poderia rodar o jogo no nível máximo, devido as altas exigências de hardware do jogo.

Em 2008, a própria Crytek, lançou uma expansão para o Crysis, sobre o nome de Crysis Warhead, tendo rendido a Crysis, o melhor jogo de 2007 e muito lucro para a Crytek. Em fevereiro de 2004, a Crytek e Electronic Arts anunciaram uma parceria estratégica. Em dezembro de 2004, a Crytek e ATI criaram uma parceria para demonstrar o futuro dos jogos no PC.

O próximo projeto do estúdio será um AAA, possivelmente um FPS sandbox e até agora, a Crytek tem sido muito tranquila sobre seus planos futuros. Após as suas duas produções lançadas no ano passado – Hunt: Showdown para a PS4 e Crysis Remasterizado em todas as plataformas – a equipa da gadgetcrutches suspeita que o estúdio alemão estava a trabalhar num novo título. E é agora através de ofertas de emprego publicadas no seu site que concluiram que será um jogo de orçamento muito grande.

De facto, a descrição do trabalho do Game Designer é no mínimo explícita e precisa: ´Estamos à procura de um Game Designer apaixonado e experiente para trabalhar num projeto AAA não anunciado no nosso estúdio localizado em Frankfurt.´ Uma informação interessante, o candidato ideal deve ser apaixonado por videojogos, mais precisamente o jogo de ´1st person shooter´.

De facto, ao navegar na página, na seção “requisitos” necessários para poder aplicar, a menção é muito clara: Uma paixão profunda por jogos, de preferência por jogos FPS sandbox. De lá, até dizer que o título será especificamente assim, há um passo que teremos cuidado para não dar.

No total, nada menos que dez ofertas de emprego relacionadas a este projeto estão disponível. Um possível retorno ao básico? Só o futuro o dirá. Em 2003, a Crytek participou na Game Developers Conference, onde apresentou o seu novo motor e sua tecnologia, a mais recente tecnologia CryEngine, incluindo ferramentas (CryEDIT, exportadores), visuais (Polybump, Iluminação & Shadows), áudio (música dinâmica com total suporte Dolby Digital 5.1), AI (Fácil Script) e Física (Rope, Rag Doll, líquido).

Também em 2003, a Crytek estava na ECTS novamente, onde Far Cry foi premiado como “Melhor Jogo de PC”. No mesmo mês, a Crytek modificou o CryEngine para AMD64.

Fonte: Gadgetcrutches

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here