Protótipos da Mercedes e GM transformam carros em veículos multimédia

A Mercedes apresentou um projecto na CES’12 em que o carro é um lugar onde se faz tudo menos conduzir. A General Motors está a desenvolver vidros interactivos e com realidade aumentada.

O DICE, Dynamic & Intuitive Control Experience, é o nome do projecto que a Mercedes está a desenvolver para os veículos do futuro. O tabliê do carro é substituído por um painel sensível a movimentos que dá todas as indicações relativas à condução e permite ao utilizador gerir todas as actividades multimédia: fazer partilhas nas redes sociais, solicitar informações em função da posição e até receber emails.

O pára-brisas é também ele interactivo e responsivo aos movimentos. Segundo informações do site Revolução Digital, o carro assume a condução, não sendo precisa qualquer atenção por parte do condutor, um pouco à imagem do Driverless Car da Google. Mas caso o utilizador assim o pretenda, pode assumir os comandos da viatura, o que limita automaticamente a consola de multimédia do veículo.

O Controlo de Experiência Intuitiva e Dinâmica apresentado pela fabricante alemã tem como principal função optimizar o tempo e recursos gastos pelas pessoas durante as viagens diárias no automóvel – estar preso no tráfico parece um pesadelo menor se conseguir rentabilizar esse tempo a ler notícias ou a responder a emails corporativos.

O vídeo (em inglês) que se segue demonstra como funciona o DICE, como pode ser o futuro dos Mercedes e do mundo automóvel:

httpv://www.youtube.com/watch?v=MDfiDvApdcg

A General Motors, uma das maiores construtoras da indústria automóvel a nível mundial, também está a desenvolver projectos que permitem aumentar a utilidade do carro. A ideia da GM tem como alvo principal os passageiros dos bancos traseiros, os quais não têm qualquer influência no processo de condução. Os vidros da parte traseira do carro seriam telas sensíveis ao toque de proporções generosas.

Os carros rodariam um sistema operativo que permitiria a instalação de aplicações com diferentes níveis de utilização: desenhar imagens, interagir com personagens virtuais, realidade aumentada e partilha social de conteúdos. A GM Advanced Tech Window é uma criação conjunta da General Motors e da Academia Bezalel de Artes e Design.

Segundo Thomas Seder, chefe do Grupo de Interacção Homem-Máquina da GM, a ideia é fazer com que as aplicações se apliquem ao restante meio envolvente, interagindo com este ou adaptando-se às informações do carro: se a viatura estiver a grande velocidade, a personagem virtual executaria uma acção que se adequaria a esse tipo de deslocação.

O melhor é ver para perceber o conceito da Janela Avançada by General Motors:

httpv://www.youtube.com/watch?v=9G4cYYlIaCc

Escusado será dizer que independentemente do carro e das tecnologias futuristas que estes possam trazer, Angry Birds e Facebook estarão entre as aplicações nativas e mais descarregadas.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here