Preço do Full-Self Driving da Tesla está a subir novamente

A Tesla está a aumentar o preço do seu software Full-Self Driving (FSD) para US$ 15.000. Foi através de um post no Twitter que o CEO da Tesla, Elon Musk, anunciou que o novo preço irá entrar em vigor na América do Norte a partir do dia 5 de setembro, representando um aumento de US$ 3.000.

Quem encomendar um veículo antes do dia 5 de setembro não irá ter que pagar o preço recém-aumentado, diz Musk. O aumento de preço ocorre quando a Tesla começa a lançar o FSD beta 10.69, uma versão que Musk chama de “um grande passo”. Ainda não está claro se a Tesla tem como objetivo aumentar o preço da sua assinatura do FSD, que atualmente custa US$ 199 por mês.

O software FSD permite que os motoristas usem o sistema avançado de assistência à condução da Tesla (ADAS), o piloto automático, para navegar de e para destinos específicos, entre outros recursos de assistência ao motorista. O FSD não torna um veículo totalmente autônomo, o que exige que os motoristas mantenham as mãos no volante e prestem atenção à estrada o tempo todo.

O preço do FSD beta da Tesla subiu lentamente ao longo dos anos e teve um custo de US $ 5.000 no seu lançamento. Quando a Tesla começou a lançar o FSD beta para um grupo seleto de clientes em outubro de 2020, elevou o preço para US$ 10.000. Em setembro de 2021, a Tesla começou a abrir a versão beta para mais clientes através de um novo botão “solicitar” antes de aumentar o preço para US$ 12.000 no início deste ano.

Em 2019, Musk chamou os veículos da Tesla de “verdadeiros ativos”, o que significa que eles aumentaram de valor à medida que a Tesla lança os recursos adicionais de assistência ao motorista. Mais tarde, Musk afirmou que “o valor do FSD” pode chegar a mais de US$ 100.000 “à medida que o software se aproxima da capacidade total de direção autônoma com aprovação regulatória”.

No início deste mês, o Departamento de Veículos Motorizados da Califórnia (DMV) acusou a Tesla de fazer “alegações falsas ou enganosas” sobre as capacidades de direção autônoma dos seus veículos. O DMV alega que os nomes Autopilot e FSD, bem como a linguagem que Tesla usa para descrevê-los, podem enganar os utilizadores a pensar que os veículos podem operar de forma autônoma.

Fonte: Elonmusk

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui