Power Balance no mundo

Quantos de vocês não resistiram a experimentar e usar as polémicas pulseiras Power Balance? E quantos de vocês não se sentiram tentados a experimentar e verificar a veracidade desse fenómeno, que tantas celebridades usaram por todo o mundo, credibilizando este artigo? Quantos não quiseram imitar o famoso jogador Cristiano Ronaldo e a actriz Alexandra Lencastre, que foram vistos a utilizar este artigo como adorno pessoal, vezes e vezes sem conta?

Para quem não teve a oportunidade de experimentar, não se preocupem, a marca Power Balance já admitiu publicamente na Austrália que as ditas pulseiras, vendidas com o objectivo de fornecerem força e equilíbrio ao seu portador, não funcionam, tendo mesmo que reembolsar alguns dos compradores insatisfeitos com a situação.

Na Austrália, a Australian Competition and Consumer Comission, exigiu que a Power Balance efectuasse um comunicado a admitir publicidade enganosa relativamente às suas pulseiras, afirmando que as mesmas não têm base científica nem se obtém o efeito desejado. Esta entidade obrigou mesmo a Power Balance a retirar das embalagens das pulseiras e das campanhas publicitárias a frase “performance technology”, para não induzir o consumidor em erro.

Já em Espanha, considerado o país líder em vendas desta empresa e nosso país vizinho, a associação de defesa do consumidor espanhola lançou um processo contra a Power Balance por publicidade enganosa, tendo esta que pagar uma multa de 15 mil euros.

Em Itália, a autoridade que regula o mercado multou em 350 mil euros as empresas que vendiam no país estas pulseiras, por inexistência dos resultados prometidos pelas pulseiras, como o aumento do equilíbrio, flexibilidade e resistência física.

E Portugal? Segundo a Direcção Geral do Consumidor, não foi apresentada nenhuma queixa a esta entidade por parte dos consumidores portugueses.

Fonte: Jornal Público

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here