Portugal tem 31 centros de tecnologia e inovação

O mercado digital português viu aumentar nas últimas semanas o seu número de centros de inovação. Agora, Portugal passou a dispor de mais cinco novos centros de tecnologia e inovação.

Segundo nota enviada à imprensa, na origem deste crescimento está uma recomendação da ANI – Agência Nacional de Inovação ao Ministério da Economia. No total, o país dispõe de 31 centros localizados de norte a sul do país. Estes centros de tecnologia e inovação são os sucessores dos centros tecnológicos e dos centros de interface.

Cada um destes centros de inovação tem por missão levar a cabo projetos de produção, difusão e transmissão de conhecimento orientado para as empresas e para a criação de valor económico, “contribuindo para a prossecução de objetivos de política pública”, lê-se na nota. Os centos de tecnologia e inovação têm uma atuação orientada para as necessidades do mercado, procurando contribuir para dar resposta a desafios como a dupla transição verde e digital.

Em conjunto e trabalhando de forma articulada com o tecido empresarial, espera-se que estes centros ajudem a dinamizar a investigação aplicada e a inovação, promovendo a qualificação da oferta empresarial, sobretudo das PME, e a internacionalização da economia, de modo a potenciar a sua capacidade concorrencial externa, através da melhoria da qualidade dos produtos e processos, potenciando os fatores que promovem a produtividade, como refere o decreto-lei que estabelece o seu regime jurídico.

Estes centros de tecnologia são financiados por contribuições, subsídios e subvenções do Estado e fundos europeus. Por isso, são sujeitos a avaliações periódicas em função.

Assim, acrescem à lista dos já existentes a Associação CCG/zgdv – Centro de Computação Gráfica; o STAR Institute – Associação de Investigação, Ciência e Tecnologias Aplicadas; o RAIZ – Instituto de Investigação da Floresta e do Papel; Associação CiTin – Centro de Interface Tecnológico Industrial; e a SEAPOWER – Associação para o Desenvolvimento da Economia do Mar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui