Portugal perde posições e Brasil volta a estar no grupo dos países que oferecem Internet mais lenta

Os brasileiros continuam a ter acesso às velocidades mais baixas do planeta. Um recente estudo volta a indicar que a aceleração ainda não chegou às telecomunicações brasileiras. A Ookla, responsável pelo site Speedtest.net, aponta o Brasil como na 70ª posição do mundo, em termos de velocidades de ligação fixas e móvel à Internet. Portugal perdeu posições face ao último ano.

Face aos resultados anteriores, a Internet brasileira tem visto a sua velocidade subir muito lentamente ao longo do tempo. Os números são todavia fracos e colocam o país atrás de territórios menos desenvolvidos como Líbano, Guatemala, Peru e Malásia, além da Bósnia e Herzegovina, Sri Lanka, entre outros.

Se analizarmos as velocidades de acesso à Internet por banda larga fixa, o Brasil fica na 72ª posição entre os 133 países do ranking. As velocidades médias de download de 16,42 Mbps e de 6,46 Mbps de upload. No ano passado indicavam 13,57 Mbps para download e 4,92 Mbps para upload.

No que diz respeito à Internet móvel, a posição é ainda mais baixa. A 76ª posição, mas que ainda assim apresenta uma evolução mais rápida. Em julho deste ano registou-se uma velocidade média de ligação de download de 14,91 Mbps e de 5,93 Mbps de upload, valores muito superiores aos do ano passado em que se verificavam 11,49 Mbps para download e 4,31 Mbps para upload.

A Internet fixa mais rápida do mundo é oferecida em Singapura (154,38 Mbps de download e 151,64 Mbps para upload). Para os novos nómadas digitais a Noruega deverá ser destino de eleição (download 52,59 Mbps e upload 14,82 Mbps).

Em Portugal as velocidades médias de acesso à Internet têm descido. Este ano a Internet móvel registou valores mais lentos o que levaram o país a perder 6 posições na classificação (19,86 Mbps). Do lado da Internet fixa a perda não foi tão significativa, apenas duas posições.

Veja também...

Deixe o seu comentário