As obras portuguesas no Google Art Project

Google Art ProjectPortugal conta com várias obras na maior montra de arte online do mundo. O Palácio Nacional de Sintra e o Palácio Nacional de Queluz decidiram juntar o seu espólio no Google Art Project.

As 28 obras de Sintra e as 64 de Queluz juntam-se agora às portugueses já presentes na plataforma. O Museu Colecção Berardo, em Lisboa tem disponíveis online 23 obras e a Fundação Dionísio Pinheiro e Alice Cardoso Pinheiro, de Águeda, tem patente no museu online 50 peças.

As obras de arte estão disponíveis para visualização grátis e à distância de um clique. O projeto da Google reúne milhares de relíquias de todo o mundo, numa montra como não há igual em todo o planeta.

Em declarações ao jornal PÚBLICO, a directora dos palácios de Sintra e de Queluz, Inês Ferro revela que “Achámos que esta era uma plataforma importante para divulgar estes dois palácios numa dimensão absolutamente mundial (…) “é uma montra privilegiada, sobretudo pela qualidade das imagens e das outras instituições e colecções representadas”.

No Google Art Project estão presentes obras do Museu Rainha Sofia, em Madrid, do Tate Britain e a National Gallery de Londres, o Metropolitan de Nova Iorque, o Rijksmuseum de Amesterdão, e o Palácio de Versalhes, em França.

Veja também...

Deixe o seu comentário