Porsche 904 Revival renderizado como Supercarro Cayman com tecnologia Spyder 918

Como previsto pelo ex-designer de exteriores sénior, o 904 moderno herdaria a tecnologia híbrida que a Porsche desenvolveu para o 918 Spyder com os seus motores elétricos duplos. Passaram-se mais de sete anos desde o último supercarro de Estugarda, o que significa que a tecnologia tornou-se mais acessível.

Alan Derosier imagina o seu reboot Carrera GTS carregando um preço adesivo 50 por cento mais baixo em comparação com o 918, que originalmente tinha um preço inicial nos Estados Unidos de $845.000 (cerca de 713.500€). O V8 de 4,6 litros provavelmente colocaria problemas de embalagem, tendo em conta o tamanho pequeno do carro. Um mais compacto com ajuda híbrida, e jogado na mistura,  manter-se-iam fiéis às raízes do 904, ao mesmo tempo abraçando o impulso de eletrificação da Porsche.

Por mais de $400.000 (cerca de 338.000€), iria colmatar a diferença entre os modelos 911 de topo (Turbo S, GT2 RS) e um futuro substituto do 918 Spyder, até meados desta década, o mais cedo possível. Claro que isto é apenas um sonho, mas certamente não nos importaríamos de ver um supercarro “menor”, da Porsche para enfrentar os gostos da McLaren e da Ferrari.

O artista chama-lhe um “baby supercar”, e Alan Derosier teve uma ideia – para dar bom uso às suas excelentes habilidades de design e trabalhar num supercarro imaginário que complementaria o mais recente supercarro da Porsche. A ideia surgiu de um hipotético renascimento do 904, desenhando uma interpretação moderna do Carrera GTS de curta duração a partir de meados da década de 1960.

O resultado final é o que o artista chama de “supercarro bebé”, combinando as proporções do 718 Cayman com a tecnologia herdada do acima referido 918 Spyder. As 904 influências são bastante óbvias, desde a forma das portas até à entrada de ar por trás delas. Faróis LED elegantes e faróis traseiros inspirados por conceito Mission E trazem o 904 para o século XXI para criar uma maravilhosa mistura de velhos e novos. O Carrera GTS, como era oficialmente conhecido, é excepcionalmente raro, com apenas 106 carros já feitos, uma vez que a Porsche recusou centenas de pedidos de clientes.

Ansioso pela versão road-going especial de homologação, e na mesma veia que a maioria dos modelos cayman de hoje, usou um motor de quatro cilindros montado entre os eixos, e enviando toda a energia para as rodas traseiras.

fonte: Motor1

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here