Playstation 5: Tudo o que sabemos sobre a próxima PS5

A Playstation é, sem dúvida a consola que, atualmente, domina o segmento dos jogos e, estando a aproximar-se o que costma ser o “fim de vida” das consolas, é normal que se comece a falar da nova geração de consolas, não só da Sony, mas também por parte da Microsoft já há alguns rumores nessa direção.

Com o anúncio da chegada da Google para atacar este mercado, com o Google Stadia, a expetativa é grande sobre o que esperar sobre as próximas consolas e hoje damos destaque a tudo o que se tem falado sobre a Playstation 5.

Será este o design da Playstation 5? E do comando Dualshock?

Como é de esperar, além das especificações, também o design é um grande mistério e já há algumas informações sobre isso, sendo que há mesmo algumas imagens divulgadas pelo site português Leak.pt.

No entanto, tal como o site refere, as imagens que eles receberam devem ser levados com alguma desconfiança, já que não deixam de ser rumores, apesar de a pessoa que lhes enviou indicar que trabalha na Sony. Também é referido que é um protótipo, sendo que por norma, antes de se escolher um design, são várias as tentativas que as fabricantes fazem antes da decisão final, portanto esta pode ser uma deles.

Além disso, o mesmo site também divulgou o suposto comando DualShock da Playstation 5, que, mais uma vez, convém encarar com alguma desconfiança, mas já nos dão uma pequena “luz” sobre o que poderá ser a nova Playstation 5.

Especificações da nova Playstation 5

Anteriormente, as informações sugeriam que o PlayStation 5 da Sony poderia suportar resolução até 8K, juntamente com um Playstation VR sem fio com dois monitores 4K. O material dos sonhos, muitos afirmam, mas o último leak de especificações de hardware sugere que o PlayStation 5 poderia realmente introduzir esses dois recursos.

As mais recentes informações surgiram no fórum Beyond3D, que é o mesmo lugar que revelou com precisão as especificações do Wii U antes de seu lançamento, por isso esta informação está a ser levada a sério.

De acordo com o leak, o PlayStation 5 terá processador AMD Zen2 8-core / 16-core com clock de 3.2GHz e GPU NAVI da AMD com 14.2 teraflops, maior que a contagem de 13.8 teraflops no último GPU – Radeon VII da AMD.

Além disso, o PS5 poderia ter um total de 24 GB de RAM, com 20 GB GDDR6 reservados para jogos e 4 GB de DDR4 para o sistema operacional. E por último, mas não menos importante, os jogadores receberão 2TB HDD para armazenar seus jogos, muito importante já que os jogos ocupam cada vez mais espaço.

Se o leak estiver correto, e a Sony lançar seu próximo console com estas especificações, é seguro assumir que o PlayStation 5 será uma peça cara de hardware. Ou então, a Sony poderá fazer o mesmo que tem feito com as consolas anteriores, que é lançar um produto que na verdade inicia-se a perder dinheiro ou ao preço de custo, sendo o negócio da venda dos jogos o que irá compensar essa perda.

No entanto, as especificações estão ótimas e, se as comparamos a um PC de última geração com hardware similar, estamos analisando um produto com capacidade de 4K 60 FPS.

Mais especulações sobre o possível novo PSVR

Aqui está mais da GearNuke, que observa como esta nova tecnologia poderia ser usada em um sucessor do PlayStation VR:

“A patente não é realmente para uma tecnologia de PS PS sem fio, mas sim uma tecnologia que muda automaticamente as freqüências sem fio para garantir uma conexão constante, mesmo enquanto o usuário está se movimentando”, explica o relatório da GearNuke.

“A patente mostra a caixa de mensagens PS VR transmitindo sinais sem fio entre 5GHz e 60GHz para o fone de ouvido a partir do console.

“Como os sinais de 60GHz são mais lineares e mais rápidos, mas têm um alcance menor, 5GHz é usado como backup para manter a conexão quando o sinal de 60GHz é esperado”.

Um fone de ouvido PlayStation VR mais fácil de usar seria, sem dúvida, muito popular entre os fãs de realidade virtual e outra vantagem no limite da Sony. Há também relatos de que o PS5 terá algum tipo de “rede neural de aprendizagem profunda”, outro recurso visto em uma patente recente.

Resultado de imagem para play station VR

Este parece mais improvável, mas possibilitaria que o console oferecesse uma experiência mais personalizada. Isso ofereceria a chance de criar conteúdo adaptável, talvez facilitando a adaptação de um nível de dificuldade durante o jogo.

Mas, como todas as grandes patentes de som, não há garantias de que algo assim jamais será usado em um projeto final. Dependeria inteiramente da capacidade da Sony de fornecer tal tecnologia de uma forma acessível em um console.

Poderia ser que os antigos podem voltar?

Duas patentes foram encontradas, as quais acabaram trazendo de volta a teoria de que o PS5 será compatível com versões anteriores. No início deste mês, uma nova patente foi descoberta, registrada sob o nome de Mark Cerny, um membro-chave da equipe de desenvolvimento do PlayStation 4.

E agora outra patente foi encontrado, o que parece ser uma continuação, desta vez mencionando Backwards Compatibility.

O título da recém-descoberta patente diz: “Simulação da operação de ônibus legado para compatibilidade com versões anteriores” e procura emular as comunicações dos sistemas legados.

De acordo com um trecho da nova patente publicada online: “Para lidar com um problema causado por uma diferença de operação de barramento ao executar um aplicativo legado com um novo dispositivo, um novo dispositivo emula a operação de barramento do dispositivo legado e executa o aplicativo legado. Você pode ajustar o desempenho do barramento quando fizer isso.

Nenhum sistema legado é nomeado, por isso é difícil descobrir se isso é algo para ser usado com consoles anteriores ao PS4 ou que incluem o sistema mais recente da Sony. Isso daria à Sony uma outra maneira de monetizar seus jogos mais antigos, embora não esteja claro como isso afetaria o PlayStation Now.

Também levanta a questão de como todos esses itens podem afetar o preço final do PS5, especialmente quando você considera se eles afetariam os serviços existentes.

O PS Now streaming poderia ser expandido para apresentar algo diferente, talvez oferecendo aos fãs a chance de jogar jogos PS5 sem um console, uma perspectiva improvável.

A Sony poderia até mesmo cortar o PS4 por um determinado período de tempo, talvez focando a era do PS3, assim como jogos mais antigos. Enfim, só nos resta esperar e ver o que realmente a Sony está pretendendo.

Fonte: Leak, Leak(2)Kotaku, Beyond3D

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here