PayPal utiliza a informação dos utilizadores para Vender Anúncios

Num mundo cada vez mais digital, onde a tecnologia avança a passos largos e a publicidade online se torna uma ferramenta indispensável para empresas de todos os tamanhos, o PayPal decidiu entrar em cena com uma novidade que promete agitar o mercado: o lançamento de uma nova plataforma de publicidade.

Este movimento estratégico surge num momento de reestruturação interna da empresa, marcado pela chegada de Mark Grether como SVP e General Manager para o PayPal Ads, e de John Anderson como SVP e General Manager para o Consumer Group.

A nova plataforma de publicidade do PayPal pretende capitalizar as “relações de longa data com milhões de consumidores e comerciantes”, uma jogada que, segundo a empresa, a coloca numa posição única e forte para liderar a indústria publicitária. A ideia é utilizar a vasta rede de consumidores e comerciantes do PayPal para reunir insights sobre os clientes, que serão depois utilizados para alimentar anúncios personalizados. Segundo o anúncio da empresa, “o negócio de publicidade, que incluirá a plataforma de ofertas avançadas do PayPal, usará insights dos clientes para construir uma plataforma dinâmica e verdadeiramente personalizada que melhorará o desempenho do gasto publicitário para os comerciantes, ao mesmo tempo que delicia os consumidores com ofertas atraentes”.

Mark Grether, que liderará o PayPal Ads, traz consigo a experiência de ter transformado a publicidade da Uber num negócio de 1 bilhão de dólares. Diego Scotti, EVP e General Manager para o Consumer Group e Global Marketing & Communications, destacou a conexão profunda entre comércio e publicidade, expressando a crença de que a plataforma de publicidade que estão a construir no PayPal se tornará um canal de marketing essencial para comerciantes de todos os tamanhos.

De acordo com o relatório de ganhos trimestrais mais recente da empresa, o PayPal processou 6,5 bilhões de pagamentos de 400 milhões de clientes. Ao longo de 2023, processou cerca de 25 bilhões de transações. A empresa também possui e opera outros serviços financeiros, como o aplicativo de transferência de dinheiro Venmo e a plataforma de busca de ofertas Honey, ampliando ainda mais a riqueza de dados que pode recolher.

Olhando para o futuro, armado com dados mais poderosos, o PayPal espera impulsionar tanto as vendas dos comerciantes quanto a descoberta por parte dos consumidores, num movimento que pode ser benéfico para a economia, mas talvez não tão bem-vindo para as nossas carteiras.

A entrada do PayPal no mercado de publicidade online é, sem dúvida, um passo audacioso que reflete a evolução natural da empresa num mundo cada vez mais digitalizado. A estratégia de utilizar a vasta rede de consumidores e comerciantes, juntamente com a riqueza de dados ao seu dispor, para oferecer anúncios personalizados, tem o potencial de transformar significativamente o desempenho do gasto publicitário para os comerciantes, ao mesmo tempo que oferece aos consumidores ofertas mais relevantes e atraentes.

No entanto, este movimento também levanta questões sobre a privacidade dos dados e como eles serão utilizados para alimentar esses anúncios personalizados. Será crucial para o PayPal manter uma transparência rigorosa e aderir a práticas éticas de gestão de dados para manter a confiança dos seus utilizadores.

Fonte: techradar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui