Panasonic irá começar a produzir as novas baterias da Tesla em 2023

Panasonic deve começar a produzir em massa as baterias de íons de lítio de última geração para a Tesla com cinco vezes mais capacidade de energia em relação aos modelos existentes. A produção deve iniciar já em 2023. Embora as baterias estejam a ser fabricadas principalmente para a Tesla, um executivo da Panasonic não descartou fornecê-las a outras empresas disse ele numa entrevista em novembro. As novas baterias prometem aumentar a gama de carros elétricos e torná-los mais acessíveis para produzir e também os vender.

Num comunicado, a Panasonic recusou-se a confirmar a reportagem de Nikkei. “Estamos a estudar várias opções para uma produção em massa, incluindo uma linha de produção de teste que estamos a estabelecer neste ano comercial”, disse a empresa. “No entanto, não temos nada a anunciar neste momento.”

Nikkei relata que as baterias maiores e de maior capacidade são conhecidas como células de bateria 4680 porque medem 46 mm x 80 mm em tamanho e podem aumentar o alcance dos veículos elétricos em cerca de 20%, enquanto a própria Tesla mencionou um aumento de alcance de 16%.

As células de baterias da próxima geração foram detalhadas pela Tesla num evento de alto nível em setembro de 2020. Além da sua maior capacidade de armazenamento, o CEO da empresa, Elon Musk, disse que as células são seis vezes mais poderosas e reduzem o custo por kWh em 14% ( baterias são estimadas em 30% do custo de um veículo elétrico).

O foco do evento de 2020 da Tesla estava nas tentativas da empresa de produzir as baterias internamente, para reduzir possíveis interrupções por depender de fornecedores externos como a Panasonic. Mas numa série de tweets publicados antes do evento, Musk disse que a empresa iria continuar a comprar células de bateria a outras empresas. “Pretendemos aumentar, não reduzir as compras de células de bateria da Panasonic, LG e CATL”, twittou Musk.

Durante as chamadas de resultados mais recentes, Musk reiterou que espera que a produção interna das células 4680 da Tesla comece em 2022 e que os primeiros veículos equipados com essas células sejam enviados ainda neste mesmo ano. Numa teleconferência de resultados de abril de 2021, Musk indicou que a empresa estava de 12 a 18 meses longe da produção em massa das novas células.

O estado das novas células de bateria da Tesla provavelmente será mencionado na próxima teleconferência de resultados da empresa na quarta-feira, 26 de janeiro, quando Musk disse também que iria compartilhar uma “atualização oficial da produção dos produtos” em especial para o Cybertruck após relatos do seu atraso para o início de 2023.

Fonte: Asia.nikkei

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui