Os robots vão ser nossos chefes!

Existe cada vez mais avisos sobre o facto de se avizinhar uma crise no mundo automático, o mundo onde os trabalhadores estão a ser substituídos pelos robots aos poucos e poucos por maquinas consideradas inteligentes. A verdade é que os robots já chegaram e estão a trabalhar em áreas como a gerência, ou seja estão a começar a mandar nos trabalhadores.

Neste momento temos robots a trabalhar em hotéis a dizer aos trabalhadores quais os quartos a limpar e a controlar a velocidade com que as tarefas são feitas. Controlam o número de clicks e páginas que pessoas em postos de secretariado fazem. Estes são apenas exemplos de como os robots estão a procurar deficiências no trabalho humano, aspectos que não são tão fáceis de detectar por gerentes humanos. Os robots controlam o tempo de pausa, o tempo que nos demoramos na casa de banho. O medo que antes existia em os robots ficarem com o nosso trabalho transformou-se no medo de os robots se tornarem os nossos chefes.

Um exemplo de uma empresa que usa softwares, e robots, para controlar o trabalho é a Amazon. Os trabalhadores da Amazon afirmam que este é o aspecto negativo do trabalho. Deste modo não existe possibilidade de descansar ou recuperar de um trabalho mais pesado.

O trabalho pode se tornar mais intenso psicologicamente que fisicamente e trabalhar neste estado pode fazer com que muitos trabalhadores não aguentem a pressão.

Será que um humano ser controlado por um robot não significa colocar o humano numa situação em que o mesmo tem que trabalhar em condições não apropriadas para os humanos mas sim para os robots. Hoje em dia o trabalhador nada mais é que um número para a empresa, algo que pode ser facilmente substituível. E se tivermos a falar de um trabalho sem características especificas melhor, não é preciso formação, só é preciso trabalhar rápido.

Fonte:  The Verge

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here