OnePlus está a preparar o primeiro smartphone sem a Qualcomm

A OnePlus começou no mercado apenas com um smartphone e com o topo foi tentando diversificar os seus produtos, primeiro com smartphones colocados noutros segmentos de mercado, como o Nord N100 e o Nord 10, sendo que mais recentemente lançou mesmo o seu primeiro smartwatch.

Durante todo este tempo, no entanto, o OnePlus tem sido solidamente uma casa de smartphones com vários componentes da Qualcomm, com destaque nos processadores e noutros aspectos de hardware relacionados. Mas, parece que também está a planear diversificar nessa área também e, como só poderia ser, a Mediatek poderá ser a próxima parceria da OnePlus no ramo dos smartphones.

Embora não tenha realmente desaparecido do mercado, os processadores móveis da MediaTek pareciam ter ficado em segundo plano durante o ataque agressivo de 5G da Qualcomm, disponibilizando uma grande variedade de processadores, para todos os segmentos de mercado, com a nova conectividade.

A MediaTek, no entanto, apostou fortemente com os seus processadores Dimensity 5G a ponto de ultrapassar a Qualcomm como a maior empresa mundial de chips móveis no ano passado e no início deste ano. Convencer a OnePlus a utilizar os seus processadores não irá fazer tremer a Qualcomm, mas certamente mostra que a MediaTek está a fazer um bom trabalho.

A princípio, acreditou-se que os primeiros dispositivos MediaTek da OnePlus seriam os seus próximos telefones Nord, considerando que é exatamente o mercado onde o fabricante de processadores lidera. No entanto, acredita-se que o OnePlus Nord CE 5G funcione com um Snapdragon 750G e o OnePlus Nord N200 5G também pode estar muito abaixo das faixas de preço para este mais recente telefone OnePlus com Dimensity.

De acordo com um leak chinês no Weibo, via GSMArena, um protótipo de um OnePlus com Dimensity 1200 “parece bom”. O telefone está a ser comparado com o OnePlus 9 Pro em termos de design e também conta com um sensor Sony IMX766 de 50MP. Ele também está a correr o OxygenOS, o que significa que o equipamento móvel deverá ter, como objetivo, o mercado internacional.

Outra coisa é que o Dimensity 1200 é o processador 5G topo de gama da MediaTek e provavelmente é mais adequado para um telefone topo de gama da OnePlus. É verdade que a fabricante acabou de lançar o OnePlus 9, mas será que estão a pensar em lançar um equipamento no segmento de média-alta gama? Um OnePlus 9 Lite? Teremos de esperar mais um pouco para ver.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here