OneDrive acaba com sincronização automática em Windows antigos

Através de uma publicação feita no fórum Tech Community  da Microsoft, foi anunciado que os utilizadores do OneDrive no Windows 7, 8 ou 8.1 não conseguirão sincronizar o seu conteúdo com a nuvem a partir de dia 1 de março de 2022. O OneDrive também não receberá mais atualizações se estiver a ser executado num sistema que não possui o Windows 10 ou o Windows 11.

Quem tiver uma versão mais antiga do sistema operativo pode ter acesso aos ficheiros que já foram guardados, contudo, não será possível gravar de forma automática, visto que este recurso vai terminar. Assim, os utilizador destas versões terão de guardar de forma manual.

Neste sentido, segundo notícia o The Verge, e para evitar potenciar a utilização do OneDrive, a Microsoft recomenda que quem puder, faça a atualização para a versão mais recente do Windows antes do próximo mês de março. Quanto aos sistemas que não podem executar o Windows 10 ou Windows 11, a Microsoft refere que os utilizadores podem fazer backup dos seus arquivos, enviando-os para a aplicação web do OneDrive.

blank

A Microsoft  reforça o seu foco no desenvolvimento de “novas funcionalidades e de novos sistemas operativos, bem como o compromisso de disponibilizar aos utilizadores as experiências mais atualizadas e seguras”.

O ciclo de vida do Windows 8 terminou em 2016 , com a interrupção do suporte para Windows 8.1 em 2018, já o Windows 7 deixou de ter suporte em 2020. Agora a Microsoft tem planos para terminar o suporte do Windows 10 em 2025.

Recorde-se que a Microsoft, lançou há algumas semanas e, como muitas coisas novas, o Windows 11, o novo sistema operativo da marca. A Microsoft refere que o Windows 11  tem muitos novos recursos e mudanças que poderão acontecer num futuro próximo e que ainda não foram anunciadas.

A Microsoft tem vindo a referir, quase desde que anunciou o Windows 11 em junho, que a empresa está a ter especialmente em conta o aspeto de segurança do novo sistema operativo. Existem requisitos rígidos implementados, como a necessidade de TPM 2.0, VBS, Boot Seguro e um processador com suporte para Controle de Execução Baseado em Modo (MBEC) ou Trap de Execução do Modo Convidado (GMET).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here