Óculos AR da Apple irão fazer uso de sensores 3D

O fone de ouvido de realidade mista da Apple irá fazer uso de sensores 3D para rastreamento de mão avançado, de acordo com o analista Ming-chi Kuo, cuja última nota de pesquisa. O fone de ouvido tem quatro conjuntos de sensores 3D, em comparação com a unidade única do iPhone, o que lhe deve dar mais precisão do que o TrueDepth atualmente usado para ID Facial.

De acordo com Kuo, os sensores de luz estruturados podem detectar objetos, bem como “mudanças dinâmicas de detalhes” nas mãos, comparável ao ID de rosto, este é capaz de descobrir expressões faciais para gerar Animoji. “Capturar os detalhes do movimento da mão pode fornecer uma IU homem-máquina mais intuitiva e vívida”, escreve ele, dando o exemplo de um balão virtual na sua mão voando assim que os sensores detectam que o seu punho não está mais cerrado. Kuo acredita que os sensores irão ser capazes de detectar objetos até 200 por cento mais distantes do que o Face ID do iPhone.

Os headsets da Meta’s Quest são capazes de rastrear as mãos, mas não é um recurso central da plataforma e depende das câmeras monocromáticas convencionais. A nota de Kuo não menciona se o fone  da Apple irá usar controladores físicos, bem como o rastreador de mão.

Kuo também forneceu esta semana alguns detalhes sobre o que pode vir depois do primeiro fone de ouvido da Apple. Ele espera que o primeiro modelo pese em torno de 300-400 gramas, um modelo de segunda geração “significativamente mais leve” com um sistema de bateria atualizado e processador ainda mais rápido está a ser planeado para o ano de 2024.

O primeiro modelo irá chegar no ano que vem, de acordo com Kuo, e a Apple espera com ele atingir venda de cerca de três milhões de unidades em 2023. Isso leva-nos a querer que o produto inicial pode ser caro e voltado para os primeiros utilizadores.

Fonte: Macrumors

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui