Obama e nuggets de frango dominam Twitter em 2017

Vamos por parte. Se não é de estranhar que o antigo presidente dos Estados Unidos figure na lista dos 10 tweets mais partilhados do ano de 2017, não deixa de ser surpreendente que o actual inquilino da Casa Branca não apareça em nenhum. Barack Obama não deixa os créditos em mãos alheias e pertencem-lhe três das mensagens mais partilhadas ao passo que Trump, fanático da verborreia em 140 caracteres, não aparece nem em 10º. A foto de Obama junto a uma janela onde se debruçam várias crianças, de diferentes raças, com a frase de Nelson Mandela : “Ninguém nasce a odiar uma pessoa por causa do seu tom de pele, passado ou religião”, tweetada a 12 de agosto, o dia de violentos protestos racistas na Virgínia, foi o segundo tweet mais partilhado durante este ano.

O segundo tweet de Obama que entrou para o top deste ano foi partilhado uma semana antes de cessar o seu mandato na Casa Branca. Barack pedia aos norte-americanos que continuassem a acreditar “na mudança”. Barack Obama entra pela terceira vez para a lista com um tweet partilhado um dia depois da tomada de posse de Trump. Confessava que ter sido Presidente dos norte-americanos tinha sido a maior honra da sua vida. Tudo isto está muito bem, é divertido e curioso e tudo isso mas falta encontrar quem liderou a tabela.

Carter Wilkerson, diz-lhe alguma coisa? É provável que não diga muito, mas pertence-lhe a mensagem mais partilhada do ano. Mas que disse rapaz de tão extraordinário? Aos 17 anos, perguntou à cadeia de fast-food quantas partilhas precisaria de ter o seu tweet para ter direito a um ano de nuggets de frango gratuitos. A Wendy atirou-lhe um número: 18 milhões. Carter não os alcançou, mas conseguiu ficar em primeiro lugar na lista. 3,6 milhões de partilhas, foi o que conseguiu. Ahh… naturalmente que teve direito não só aos ambicionados nuggets como a uma participação no programa de Ellen DeGeneres.

Veja também...

Deixe o seu comentário