O top de condução em 2019

Todos os anos, centenas e centenas de carros passam pelas respetivas garagens e pistas da equipa do Roadshow. Testamos tudo, desde os mais baratos, compactos até aos maiores ´barcos´ de luxo e mais caros.

Mas, ao refletirmos sobre o ano – e a década – alguns carros simplesmente se destacam mais do que outros. Estes são os melhores carros que nossos editores conduziram ano.

2020 Lotus Evora GT

Serei honesto, essa foi uma decisão difícil. Fiquei a perguntar-me se deveria escolher o Audi RS6 Avant que conduzi em novembro, ou o verdadeiramente surpreendente Porsche 718 Spyder – um dos melhores roadster de todos os tempos.

Finalmente decidi no Evora GT porque, mais do que qualquer outro carro que conduzi este ano, acredito que a Lotus tenha o foco mais puro no envolvimento do motorista acima de tudo, mesmo que isso signifique algumas compensações. Não me importo que o motor seja de um Toyota Camry. Não me importo que o equipamento seja emprestado de um Ford Focus de duas décadas. O facto é que nenhum carro – nem mesmo o delicioso 718 – me emocionou tanto como o Evora GT deste ano. Nenhum carro me implorou para conduzir mais rápido. Nenhum carro me fez sorrir tanto como este.

A direção é brilhante, a caixa de velocidades incrível, o som do motor V6 a acelerar para o céu por detrás da minha cabeça. Sim, existem carros desportivos que são muito melhores do que o Evora GT, mas aplaudo a Lotus por perceber que os seus carros não precisam ser tudo para todas as pessoas. Puro e focado, cru e radical, precisamos de mais carros como o Evora GT.

Porsche Taycan Turbo 2020

A minha viagem no Porsche Taycan demorou muito, muito tempo. Eu estive a babar-me sobre a forma dessa coisa desde a sua inauguração como a Missão E em 2015. Em 2018, tive a sorte de conduzir um protótipo muito cedo, mas este ano finalmente consegui conduzir o verdadeiro. E, embora não fosse perfeito, deixou me muitíssimo impressionado.

O Taycan é um concorrente do Tesla Model S e, como o primeiro EV de produção da Porsche, é impossível exagerar a sua importância para a marca. Felizmente, é extraordinariamente bom, oferecendo uma aparência melhor, melhor manuseio e, crucialmente, um interior com quilómetros de milhas melhor do que qualquer coisa que a Tesla tenha em oferta. Mas nem tudo são boas notícias para a Porsche.

O primeiro problema? Alcance. A Porsche apenas nos deu uma classificação para o Taycan Turbo, e um número de 201 milhas no ciclo da EPA é decepcionantemente baixo. O segundo problema? Preço. Mesmo se você optar pelo Taycan mais barato, o 4S, estará comprando US $ 103.800 (cerca de 92.760€) ou mais. Um Tesla Model S de 373 milhas de longo alcance começa a partir de em US $ 79.900 (cerca de 71.400€) . Mas, se tem o dinheiro e não precisa ir muito longe, o Taycan é divino.

Mercedes-AMG E63 S Sedan

Por fora, o Mercedes-AMG E63 não parece muito mais especial do que a média da classe E , mas por baixo de seu exterior calmo, esconde-se um monstruoso motor de 4.0 litros, biturbo V8 com 603 cavalos de potência e 627 libra-pés de torque. Este Q-car moderno passa de performer insano a um confortável motorista diário, com um toque de um botão. É como dois carros em um, o que é justo porque o seu preço é mais que o dobro do preço de um carro comum. Enquanto isso, o resto do habitáculo do E63 é carregado com todo o luxo e tecnologia que podemos esperar de um membro do clube de cem mil dólares. Existem apenas duas maneiras pelas quais a experiência no habitáculo poderia ser melhor: Uma atualização para a tecnologia de painel MBUX de última geração – embora o sistema COMAND não seja muito difícil de conviver – e uma atualização para uma capacidade de carga mais espaçosa do E63 S Wagon.

O sistema de tração às quatro rodas da 4Matic oferece estabilidade em alta velocidade e ótimos tempos de pista, mas com tanta potência, às vezes pode querer ficar um pouco mais lento. A AMG segura-nos com um modo de desvio oculto que desativa o controle de estabilidade e bloqueia o propulsor na tração traseira para evitar ´disparates´.

2020 Jeep Gladiator

Sempre fui um reguila com o Jeep Wrangler, graças às habilidades off-road incomparáveis ​​do SUV, ampla assistência pós-venda e os tetos e portas removíveis. O único problema é a característica da traseira-atrelado do Wrangler: 3.500 libras (cerca de 1580Kg) não é nada. Entrar na ´pickup´ Jeep Gladiator, é a ´sujidade´ dos meus sonhos. Claro, com uma distância entre eixos mais longa e a sua retaguarda, o Gladiador perde alguma geometria off-road quando comparado ao Wrangler, mas não é nada que um pouco da sua dinâmica não pode resolver. Com prazer trocarei um pouco de capacidade pela classificação máxima de reboque de 7.650 libras (cerca de 3460kg).

Com um desses na minha garagem, eu poderia rebocar o meu carro de corrida off-road para o deserto, pré-percorrer o percurso e recuperar o carro se quando ele avariar.

2020 Audi RS7

Quando a segunda geração do Audi A7 estreou, não fiquei tão impressionado com a sua chapa de metal agressiva e com mais vincos. Até hoje, eu ainda prefiro a aparência de seu antecessor, mais orgânico. Mas a aparência do carro padrão de hoje conquistou-me cada vez mais com o passar do tempo, e há pouco a discutir sobre o seu interior, tecnologia e desempenho. Se eu tivesse algumas ressalvas a fazer sobre este último modelo, estas foram pulverizadas com os escapes do 2020 RS7, um carro que eu conduzi na Alemanha em Setembro. Os modelos RS da Audi sempre tiveram um poder que não falta também neste, com 592 cavalos e 590 lb-ft do V8 twin-turbo deste carro. Mas o RS7 agora combina o seu impulso , com mais satisfação visceral, incluindo manuseio mais apurado e maior diferenciação visual: uma sinistra aparência de algo que ajuda a justificar um preço que provavelmente será de cerca de US $ 120.000 (cerca de 107.000€).

Eu posso já ter conduzido carros mais envolventes, luxuosos ou práticos este ano, mas nenhum misturou tantas virtudes de maneira tão convincente. Para aqueles com dinheiro suficiente, o RS7 é o pacote completo.

2019 Rolls-Royce Cullinan

Tendo conduzido um Rolls-Royce Cullinan este ano, como poderia escolher outra coisa para este roundup? O primeiro SUV da Rolls-Royce é uma obra-prima absoluta. Também foi a primeira vez que conduzi um carro com um motor V12, e não decepcionou. São 627 lb-pés de torque sem esforço e que rapidamente nos levam ao destino, e um nariz do Cullinan que sobe como uma proa de um barco em aceleração. Até faz uns bons ruídos quando carregamos com força – mas para quê? Este é um veículo para ser conduzido com calma e com a recompensa na sua compostura e condução suave.

Esse incrível V12 é apenas uma parte da equação. O interior imponente é absolutamente coberto de couro e madeira, e até os interruptores e botões são distintos. É incrivelmente silencioso com as janelas abertas, os assentos são super confortáveis ​​e há uma área de carga e um banco de trás genuinamente práticos. E, meu deus, que sistema de som que é o Bespoke Audio opcional. Mas a melhor parte do Cullinan é como isso o faz sentir. As pessoas ficam boquiabertas enquanto conduzimos este imenso casulo de US $ 400.000 (cerca de 357.000€) e, após alguns minutos, começa a pensar: “Sim, eu mereço isto”.

2020 Porsche 911

Um 911? Verdade? Mas não é apenas mais da mesma velha história? Está certo leitor, e é por isso que está nesta lista. O venerável 911 da Porsche é um carro que se orgulha de uma coisa: ser um carro desportivo sério. A última interação do ´Neunelfer´ não é exceção, especialmente nos acabamentos do Carrera 4S que eu conduzi, o que me deu um soco suficiente para me deixar imaginando se a Porsche acidentalmente rotulou erroneamente um 911 Turbo na fábrica.

Os carros desportivos geralmente não são os mais avançados tecnologicamente, mas a tecnologia da Porsche fez grandes progressos nos últimos tempos. O seu sistema de ´infotainment´ PCM é um dos meus favoritos e até sistemas básicos de segurança, como a travagem automática, agora são padrão. O 911 de 2020 é o mesmo carro antigo, como de costume, apenas atualizado para se encaixar com o comprador moderno.

2020 Lincoln Aviator

Se houver um prémio para a marca automóvel mais aprimorada, a Lincoln certamente estará na corrida. Durante muito tempo, a divisão “luxo” do oval azul ´coxeava´ como um produto sem brilho e sem senso de direção. Os únicos pulsos dos motoristas que acelerariam com a menção de seu nome tinham idade suficiente para ter votado no próprio presidente Lincoln. Mas depois de uma década ou duas de apatia, e provavelmente uma passagem pelo desaparecimento, essa marca finalmente descobriu em que direção precisa seguir. A prová-lo, as equipas de desenvolvimento de produtos introduziram consistentemente uma gama de veículos sofisticados e bem pensados. E um dos melhores desta nova raça é o Lincoln Aviator.

Este crossover de três linhas com nome de aviação, é um trabalho bastante impressionante, muito mais do que apenas um Ford Explorer banhado a ouro, e irmão para os dias de trabalho, empresta-lhe os componentes principais. Com muita energia , um interior extremamente luxuoso, toneladas de tecnologia e design subtil, mas ainda atraente, o Aviator é um dos veículos mais memoráveis ​​e impressionantes que eu revi este ano.

Mercedes-AMG C63 S Coupe

Um Mercedes-AMG C63 S é uma coisa poderosa, e quando me ofereceram uma versão que foi trabalhada pelo lendário afinador Euro-car, Steve Dinan, eu estava cético em relação ao quanto isso poderia ser realisticamente melhorado. Como se viu, eu não me deveria ter preocupado. Com certeza, Dinan adicionou mais potência e torque a um veículo que, sem dúvida, não seria necessário, mas também fez ajustes no ajuste da suspensão, nas rodas e pneus, e – mais notavelmente – a maneira como o carro produz a sua força. Ele mudou os turbos para mudar para onde o carro construiu o impulso ainda mais na rotação, tornando o carro realmente mais fácil de conduzir de várias formas.

As modificações de CarBahn não transformam completamente o C63 S, mas isso não é mau. Já era um carro impressionante com desempenho épico, mas encontrar uma maneira de preencher alguns dos pontos difíceis do carro para um pacote mais agradável, é uma prova da habilidade de Steve Dinan como afinador.

Fonte: Cnet

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here