O que há a saber sobre o Modding para a Nintendo Switch

Toda a gente sabe que a Nintendo Switch é um bom bocado de hardware, que já nos surpreende, mas e se fosse possível nos surpreender ainda mais? Se fosse possível fazer mos ainda mais com a nossa Nintendo.

Por incrível que pareça, há pessoas que modulam e instalam firmware personalizado nas suas consolas Nintendo Switch para conseguirem instalar software homebrew. E apesar de parecer uma coisa fixe de se fazer, não é recomendado, pois podem por o vosso Nintendo em perigo. Mas para aqueles que são teimosos e ainda assim querem experimentar hackear a sua Switch, convém antes de mais pensar nos riscos e se estes valem realmente a pena.

Isto porque apesar de parecer que modificar a Nintendo não tem mal nenhum, não é bem assim. Primeiro que nada, ao modificares a tua Nintendo podes torná-la inutilizável. Outra coisa que pode acontecer é a própria Nintendo proibir a tua conta online, removendo todo e qualquer acesso às compras online.

blank

A própria Nintendo pode proibir que a tua consola alguma vez se consiga voltar a ligar aos serviços online. Mas, se depois de ouvir isto acha que é mais esperto que a Nintendo e que consegue fazer o modding, aqui está como é feito pelas pessoas que o fazem.

O objectivo do modding é conseguir instalar um firmware no aparelho que remova todas e quaisquer restrições do fabricante. Permite modificar e ajustar o sistema operacional, instalar software de fontes desconhecidas e escavar em partes do sistema que nunca deveria ser visto, especialmente por si.

Não esquecer que “homebrew”, é o software que é construído pelo utilizador, e vai ser este software que vai permitir fazer coisas que a Nintendo nunca aprovou.

Ou seja, na teoria, deve conseguir manter a compatibilidade com jogos e softwares  de primeira qualidade, permitindo-lhe simultaneamente utilizar software de outras fontes sem ser as da eShop e as de caixa.

Podes instalar emuladores num Switch modificar e conseguir jogar todo o tipo de jogos clássicos que corriam nas primeiras consolas. Switch modder já conseguiram portar sistemas operacionais inteiros para a plataforma.

Mas este modding não deixa de ser um jogo do rato e do gato com o fabricante e no caso de ser-se apanhado as consequências não vão ser de todo simpáticas e meigas para o utilizador.

Por isso, mais uma vez fica aqui o conselho: Nada de moddings!

Fonte: How to Geek

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here