O Google está a lançar uma nova seção de segurança na Play Store

O Google está a lançar uma nova seção de segurança na Play Store projetada para mostrar aos utilizadores vários detalhes como os dados recolhidos pelas aplicações e como eles são utilizados, anunciou a empresa.

Esta nova seção irá ser lançada gradualmente para os utilizadores nas próximas semanas, e os criadores de aplicações têm até 20 de julho para adicionar essas informações às suas lista de aplicações. Ao que tudo indica esta seção pode não aparecer imediatamente para todos. Esta iniciativa foi anunciada pela primeira vez no ano passado.

Segundo o Google, esta seção é uma tentativa de dar aos utilizadores mais informações e algum contexto sobre as politicas de privacidade. Esta irá listar os dados que cada criadores está a recolher, se os partilham, e as suas práticas de segurança. Irá também haver informações sobre se um criador segue a Política de Famílias do Google Play, bem como se as suas práticas de segurança receberam a devida validação de terceiros.

Mais informações sobre o que os criadores precisam divulgar podem ser encontradas nesta página de suporte. De acordo com a página, adulterar as práticas de recolha de dados de uma aplicação ou não preencher esta mesma seção pode significar que as atualizações de uma aplicação estão bloqueados e podem até ser removidos do Play Store. “Mesmo os criadores com aplicações que não recolham dados do utilizador precisam preencher este formulário e fornecer um link para a sua política de privacidade”, diz a página.

A transparência recém-descoberta do Play Store segue o lançamento de um recurso semelhante na App Store da Apple no final de 2020.

Mas a página de suporte do Google observa que a sua seção de segurança não é necessariamente uma contrapartida direta da Apple, portanto, os criadores não podem esperar para fornecer exatamente a mesma informação para ambos. “A taxonomia e a estrutura da seção Segurança de dados no Google Play podem diferir materialmente das usadas em outras lojas de aplicações”, diz a página.

A iniciativa faz parte das tentativas contínuas do Google de garantir que as aplicações do Play Store respeitam a privacidade do utilizador. No início deste mês, a mesma anunciou vários planos para restringir a disponibilidade de aplicações desatualizados no Play Store, numa tentativa de garantir que as disponíveis para download estejam a ser usadas com os mesmos recursos de privacidade e segurança mais recentes do Android.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui