O concept de Ferrari F40 atualizado para os dias de hoje

“Se Deus fosse uma máquina, certamente seria um F40” referiu Enzo Ferrari. O modelo F40 da construtora de Maranello foi o último super desportivo a ser aprovado por Enzo, o fundador da marca. É sem dúvida, a máquina, criada para celebrar os 40 anos da Ferrari como construtora automóvel. A importância era tal que, mesmo aos 89 anos, Enzo Ferrari supervisiou o desenvolvimento de toda a essência do desportivo.

Este modelo era, para a época uma estrondosa máquina do asfalto, um coupê de duas portas, tração traseira e um incrível motor central (localizado próximo da traseira) para um centro de gravidade mais baixo. O F40 contava com algumas das inovações aerodinâmicas utilizadas em automóveis de competição. O Ferrari F40 foi o carro mais rápido do mundo de produção em série, sendo capaz de atingir uns incríveis 324 km/h — graças a um incrível motor 2.9l V8 Bi-Turbo, em conjunto com uma transmissão manual de cinco velocidades.

O aspeto estético do automóvel ficou à responsabilidade da Pinifarina de Turim, que se preocupou em desenvolver um design que aplicasse menor arrasto, sem comprometer a estabilidade, mas aumentando a velocidade máxima. Face a todo este sucesso, a construtora italina conseguiu iniciar a sua produção em massa até 1991, tendo produzido um total de 1.311 unidades.

Agora, surgiram alguns rumores de que a Ferrari estaria a preparar um novo modelo baseado no F40 — que pode vir a ser lançado, dentro de muito em breve. Contudo, não tome isto com algo sério pois, como nós próprios frisamos, é um rumor. Mas se estiver tão entusiasmados quanto nós, de certo que isto não lhe irá passar ao lado, bem como, a todos os amantes de automóveis.

Inspirado no modelo comemorativo de finais dos anos 80, a página do Instagram, o FutureCarsNow adiantou-se e desenvolveu um projeto daquilo que pode ser o novo modelo baseado no F40 de 1987 — e diga-se de passagem que é bastante entusiasmante, mantendo algumas das linhas mais clássicas, mas abordando uma parte frontal próxima daquela que temos visto em modelos mais recentes.

Crê-se que possa ter como referência, o F8 Tributo e o seu motor V8 Bi-Turbo de 3.9l — que graças a 30 anos de modernidade, em comparação alcança em menos tempo os 0 aos 100 km/h (face ao menor atraso na resposta do turbo e da transmissão automática contra a tradicional de cinco velocidades). Provavelmente, manter-se-ia o motor central, como é possível verificar através do modelo baseado no SF90.

Resta-nos aguardar por mais novidades por parte da construtora italiana a fim de sabermos se é este o novo modelo ou não.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here